Representatividade da população negra no material didático de geografia do programa “nova EJA”: para além da denúncia, um outro olhar

Resumo

Este artigo apresenta uma análise do material didático de Geografia do Programa “Nova EJA” sobre como se dá a representatividade da população negra no referido material, uma vez que o segmento negro da sociedade brasileira é a maioria nos bancos escolares na EJA. A partir das análises chegamos aos seguintes resultados: o material ofertado, que se propõe inovador com vista a combater a defasagem entre idade/série e evasão escolar, precisa trazer em seu cerne uma nova concepção educacional em que a população negra se veja representada positivamente e, assim, incluída no sistema escolar, visto que a representação da população negra está negligenciada, estigmatiza e estereotipada, reforçando, assim, o racismo institucional no espaço escolar e colaborando para práticas pedagógicas racistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Referências

ANDRADE, Rodrigo Coutinho. A Educação de Jovens e Adultos e o Programa Nova EJA: um olhar analítico sobre a categoria trabalho para formar trabalhadores. Revista Tamoios(online), v. 10, p.35-56, 2014.

APPLE, Michael. Cultura e comércio do livro didático. In _______. Trabalho docente e textos: economia política das relações de classe e de gênero em educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995, p.81-105.

_______. Educação de Jovens e Adultos e questão racial: algumas reflexões iniciais. In: _______; SOARES, Leôncio; GIOVANETTI, Maria Amélia. (Org.). Diálogos na Educação de Jovens e Adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2011. p.87-104.

ARROYO, Miguel Gonzalez. A pedagogia multirracial popular e o sistema escolar. In: GOMES, Nilma Lino (Org.). Um olhar além das fronteiras: educação e relações raciais. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. p.111-130.

_______. Educação de Jovens e Adultos: um campo de direitos e responsabilidade pública. In: SOARES, Leôncio; GIOVANETTI, Maria Amélia; GOMES, Nilma Lino (Org.). Diálogos na Educação de Jovens e Adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2011. p.19-50.

_______. Outros Sujeitos, Outras Pedagogias. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

_______. Passageiros da noite: do trabalho para a EJA. Itinerários pelo direito a uma vida justa. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017 [Edição digital].

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO. Bonificação por resultados: tudo que você precisa saber sobre bonificação por resultados da SEEDUC-RJ. 26 p.s/d(a).

HASENBALG, Carlos Alfredo. Discriminação e desigualdades raciais no Brasil.

Belo Horizonte, Editora UFMG; Rio de Janeiro: IUPERJ, 2005.

PASSOS, Joana Célia dos. Juventude negra na EJA: os desafios de uma política pública. Tese (Doutorado em Educação). Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.

PONTUSCHKA, Nídia Nacib. A Geografia: ensino e pesquisa. In: CARLOS, Ana Fani Alessandri. (Org.). Novos Caminhos da Geografia. São Paulo: Contexto, 2005. p.111-142.

_______.; PAGANELLI, TomokoIyda.; CACETE, NuriaHamglei. Para ensinar e aprender Geografia. São Paulo: Cortez, 2007.

PORTO-GONÇALVES, Carlos Walter. A Geografia dos sistema mundo moderno-colonial numa perspectiva subalterna. IN: SANTOS, Renato Emerson. (Org.) Diversidade, Espaço e Relações Étnico-Raciais. O negro na Geografia do Brasil. Rio de Janeiro: Autêntica, 2007. p.7-11.

SANTOS, Sales Augusto. A Lei 10.639/03 como fruto da luta anti-racista do Movimento Negro. In: BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Educação antirracista: caminhos abertos pela Lei Federal n. 10.639/03. Brasília, DF: MEC/SECADI, 2005. p.21-38.

SANTOS, Renato Emerson dos. O ensino de Geografia do Brasil e as relações raciais: reflexões a partir da lei 10.639. In: _______. (Org.). Diversidade, espaço e relações étnico-raciais: O negro na Geografia do Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. p.21-42.

_______. O ensino de geografia e a Lei 10.639: algumas discussões de currículo. In: SACRAMENTO, Ana Cláudia Ramos; ANTUNES, Charlles da França; SANTANNA FILHO, Manoel Martins de. (Org.). Ensino de geografia: produção do espaço e processos formativos. Rio de Janeiro: Consequência/FAPERJ, 2015. p.317-339.

SILVA, Natalino Neves da. Juventude Negra na EJA: o direito à diferença. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2010.

VAZOLLER, Leomar dos Santos. As categorias Geográficas como fundamentos para os Estudos sobre a População Negra. In: OLIVEIRA, Iolanda de; SISS, Ahyas (Orgs.). População Negra e Educação Escolar. Caderno PENESB 7. Niterói: Quartet/Eduff, 2006b. p.171-222

VENTURA, Jaqueline Pereira. A oferta de educação de jovens e adultos de nível médio no estado do Rio de Janeiro: primeiras aproximações. Revista Brasileira de Educação de Jovens e Adultos, vol. 4, n. 8, p.9-35, 2016.

WETTSTEIN, Germán. O que se deveria ensinar hoje. In. OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de. (Org.). Para onde vai o ensino de Geografia? São Paulo: Contexto, 2005. p.125-134.

Publicado
2020-12-30
Como Citar
Dionisio, T., & Stribel, G. P. (2020). Representatividade da população negra no material didático de geografia do programa “nova EJA”: para além da denúncia, um outro olhar. Horizontes, 38(1), e020067. https://doi.org/10.24933/horizontes.v38i1.935
Seção
Seção temática: Formação, docência e práticas na educação de pessoas adultas