Reflexões sobre a prática docente o desafio da qualidade no PROEJA

Resumo

O PROEJA é um programa que visa a oferta da educação profissional integrada à educação básica na modalidade EJA, sendo oferecido, principalmente, em instituições federais, que têm o seu histórico marcado pelo discurso da excelência. Inserido neste contexto, este trabalho pretende, por meio de revisão bibliográfica e análise documental, refletir sobre a prática docente e o desafio da qualidade no PROEJA. O referencial teórico abarca autores que se dedicam à modalidade EJA e ao Programa, como Paiva, Machado, Ventura e Moll, entre outros. Constatou-se que há entraves que penetram no processo educativo e dificultam a construção de uma prática educativa emancipatória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Helen Wanderley do Prado, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)/ Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRJ)
Doutoranda pelo Programa de Pós-graduação em Educação pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO. Atua como Técnica em Assuntos Educacionais no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro - IFRJ,  na Coordenação Técnico-Pedagógica. É membro do grupo de pesquisa: "Juventude: políticas públicas, processos sociais e educação".
Jupter Martins de Abreu Junior, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)/ Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ)
Pós-doutorando em Educação (ProPEd/UERJ), com uma parte do estágio realizada na Faculdade de Ciências da Educação da Universidade de Sevilha (Espanha). Doutor em Educação (ProPEd/UERJ, Mestre em Música (UNIRIO), Especialista em História do Brasil Pós-1930 (UFF), Bacharel em Música (UNIRIO) e Licenciado em Educação Artística (UNIRIO). Atuou como professor nas redes estadual e municipal do Rio de Janeiro, entre 2006 e 2008, e Coordenador Pedagógico na Secretaria de Educação (SEMED) de Mesquita/RJ, entre 2010 e 2013. Desde 2008 é docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ) - Campus Duque de Caxias, onde foi Diretor de Ensino entre 2012 e 2014.

Referências

ANDRADE, E. R. A Educação de Jovens e Adultos e os jovens do “último turno”: produzindo outsiders. 2004. 220 p. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2004.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Documento Base. Programa de Integração da Educação Profissional Técnica de Nível Médio na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos – PROEJA. Brasília: 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Documento Base. Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos - PROEJA. Educação Profissional Técnica de Nível Médio / Ensino Médio. Documento Base. Brasília: 2007.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos - PROEJA. Educação Profissional Técnica de Nível Médio / Ensino Médio. Documento Base. Brasília: 2009.

BRASIL. Ministério da Educação. Documento Final CONAE 2010: Construindo o Sistema Nacional Articulado de Educação. Brasília, MEC, 2010.

ESTEBAN, M. T. O que sabe quem erra? Petrópolis, Rio de Janeiro: De Petrus et Alii, 2013.

GIOVANETTI, M. A. G. de C. A formação de educadores de EJA: o legado da educação popular. In: SOARES, Leôncio; GIOVANETTE, Maria Amélia Gomes de Castro; GOMES, Nilma Lino. Diálogos na Educação de Jovens e Adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.p.243-254.

MACHADO, M. M. A educação de jovens e adultos no Brasil pós-Lei 9.394/96: a possibilidade de constituir-se como política pública. In: MACHADO, Maria Margarida (org). Brasilia: INEP, nov. 2009. p.17-39.

MACHADO, M. M. A pesquisa como foco na educação de trabalhadores a partir do PROEJA. In: MACHADO, Maria Margarida e RODRIGUES, Maria Emília de Castro. Educação dos Trabalhadores: projetos e políticas em disputa. Campinas, São Paulo: Mercado de Letras, 2011, p. 19-34.

MOLL, J. PROEJA e democratização da educação básica. Educação Profissional e Tecnológica no Brasil Contemporâneo: desafios tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010.

PAIVA. J. Qualidade na educação de jovens e adultos: traduções em disputa na prática de redes públicas no Rio de Janeiro. Cadernos de Pesquisa em Educação - PPGE/UFES Vitória, ES. a. 10, v. 19, n. 37, p. 79-108, jan./jun. 2013.

VENTURA, J. A trajetória histórica da educação de jovens e adultos trabalhadores. In: TIRIBA, Lia e CIAVATTA, Maria (orgs.). Trabalho e Educação de Jovens e Adultos. Brasília: Liber Livro e Editora UFF, 2011, p. 57-93.

SANTOS, B. de A.; MARTINS, F. I. de B. B.; BARACHO, M. das G. Diálogos PROEJA: uma experiência no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte. In: MOURA, D.H.; BARACHO, M. das G. PROEJA no IFRN: Práticas Pedagógicas e Formação Docente. Natal: IFRN Editora, 2010.

SHIROMA, E. O.; LIMA FILHO, D. L. Trabalho docente na Educação Profissional Tecnológica e no PROEJA. Revista Educação e Sociedade. Campinas, v.32, p. 725-743, 2011. Disponível em: www.cedes.unicamp.br Acesso em: 17 jan. 2020.

Publicado
2020-12-30
Como Citar
Prado, H. W. do, & Abreu Junior, J. M. de. (2020). Reflexões sobre a prática docente o desafio da qualidade no PROEJA. Horizontes, 38(1), e020063. https://doi.org/10.24933/horizontes.v38i1.962
Seção
Seção temática: Formação, docência e práticas na educação de pessoas adultas