Argumentações presentes nos conteúdos de matemática no livro didático da educação de jovens e adultos

Resumo

Investigamos os processos de argumentação presentes no livro didático recomendado pelo Programa Nacional do Livro Didático de 2014 à Educação de Jovens e Adultos, nível ensino médio. Procuramos evidenciar os tipos de argumentações existentes nas três unidades de conteúdos matemáticos do referido material didático. Para tanto, adotamos o entendimento de Freitas (2009) sobre livro didático e as definições atribuídas por Sales (2010) e Attie (2016), a partir de Balacheff (1988), às categorias de argumentação, explicativa e justificativa. Como resultado, apontamos que apesar de termos identificado as duas categorias nas unidades analisadas e considerarmos a argumentação justificativa essencial ao raciocínio voltado a uma formação crítica e cidadã, houve predominância da categoria explicativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eloar Barreto Feitoza Sá, Universidade Federal de Sergipe
mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, da Universidade Federal de Sergipe
João Paulo Attie, Universidade Federal de Sergipe
Doutor em Educação pela Faculdade de Educação - FEUSP (Conceito 6), é Licenciado em Matemática pelo Instituto de Matemática e Estatística IME USP (1993) e Mestre em Educação pela FEUSP (2001). Atualmente é Professor Adjunto do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino de Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Matemática Inclusiva, Processos de Argumentação no Ensino de Matemática e Materiais Didáticos para o Ensino de Matemática.

Referências

ALMEIDA, A; CORSO, A. M. A Educação de Jovens e Adultos: aspectos históricos e sociais. EDUCERE – XII Congresso Nacional de Educação. Formação de professores, complexidade e trabalho docente. ISSN 2176-1396. PUCPR 26 a 29 de outubro de 2015.

ATTIE, J.P. Argumentação no Ensino de Matemática. In Anais do III Sediar: Seminário Internacional de Estudos sobre Discurso e Argumentação. p. 2259-2268. São Cristóvão, 2016.

BALACHEFF, N. Une étude des processus de preuve en mathématique chez des élèves de Collège. Thèse d'état. Grenoble : Université Joseph Fourier, 1988.

BITTENCOURT, C. M – Livro Didático e Conhecimento Histórico: uma história do saber escolar. Tese de Doutorado. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, USP, 1993.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm (acesso em 12 de julho de 2019).

________ Câmara dos Deputados. 56ª Legislatura – 1ª Sessão Legislativa Ordinária. Legislação. 1939/1945/1966. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/legislacao (acesso em: 27 de maio de 2019).

________ Guia do Livro Didático. PNLD EJA 2014. Disponível em: http://www.fnde.gov.br/programas/programas-do-livro/livro-didatico/guia-do-livro-didatico/item/5346-guia-pnld-eja-2014 (acesso em 20 de maio de 2019).

_________ Informe 46, de novembro de 2017. COARE/FNDE. Livros Didáticos Destinados à EJA. Disponível em: http://www.fnde.gov.br/index.php/programas/programas-do-livro/pnld/informe-pnld (acesso em 20 de maio de 2019).

_________ Informe 8, de janeiro de 2019. COARE/FNDE. Livros Didáticos Destinados à EJA. Disponível em: http://www.fnde.gov.br/index.php/programas/programas-do-livro/pnld/informe-pnld (acesso em 20 de maio de 2019).

_________ Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

_________ Ministério da Educação. FNDE-SECADI. Edital de Convocação 02/2012 – CGPLI. Edital de Convocação para o Processo de Inscrição e Avaliação de Obras Didáticas para o Programa Nacional do Livro Didático para Educação De Jovens e Adultos – PNLD 2014, 2012.

_________ Resolução CNE/CBE nº 51, de 16 de setembro de 2009. Dispõe sobre o Programa Nacional do Livro Didático para Educação de Jovens e Adultos (PNLD EJA).

_________ Resolução CNE/CBE nº 1, de 5 de julho de 2000. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos.

_________ Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: matemática – terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental. Brasília, 1998.

CARRIÃO, A. Marcas do Discurso da Matemática Escolar: uma investigação sobre as interações discursivas nas aulas do ensino médio. Tese de Doutorado, Faculdade de Educação, UFMG, 2008.

CORDEIRO, E.M.; OLIVEIRA, G.S.. As Metodologias de Ensino Predominantes nas Salas de Aula. In: VIII Encontro de Pesquisa em Educação, 2015, Uberaba. Anais. Uberaba: Universidade de Uberaba, 2015.

FIORENTINI, D. Alguns Modos de Ver e Conceber o Ensino da Matemática no Brasil. Campinas: Zetetiké, Ano 3, n° 4, p. 1-37, 1995.

FREITAG, B.; COSTA, W.;MOTTA, V. R. O Livro Didático em Questão. São Paulo: Cortez, 1997.

FREITAS, I. Livro didático de história: definições, representações e prescrições de uso. In: OLIVEIRA, M.D.; OLIVEIRA, A.F.B. Livros didáticos de História: escolhas e utilizações. Natal: Editora da UFRN, 2009. p. 11-19.

LEITÃO, S. O Lugar da Argumentação na Construção do Conhecimento em Sala de Aula. In LEITÃO, S.; DAMIANOVIC, M.C. (org.). Argumentação na Escola: o conhecimento em construção. Campinas (SP): Pontes Editora, 2011. p. 13-46.

PIRES, C.M.C. Educação Matemática e sua Influência no Processo de Organização e Desenvolvimento Curricular no Brasil. BOLEMA, Ano 21, n 29, Rio Claro (SP), 2008. p. 13-42

POMPEU, C.C. Aula de Matemática: as relações entre o sujeito e o conhecimento matemático. BOLEMA, vol 27, n 45, Rio Claro (SP), 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-636X2013000100015&script=sci_arttext (acesso em 12 de julho de 2019).

SALES, A. Práticas Argumentativas no Estudo da Geometria por Acadêmicos de Licenciatura em Matemática. 2010. 243f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Campo Grande/MS, 2010.

SCRIVANO, C.N. et al. Coleção Viver, Aprender – ciência, transformação e cotidiano: ciências da natureza e matemática, ensino médio. Educação de Jovens e Adultos. 1ª edição. São Paulo: Global, 2013.

UTSUMI, M. C. & LIMA, R. C. P. Um Estudo sobre as Atitudes de Alunas de Pedagogia em Relação à Matemática. São Paulo: Educação Matemática em Revista, v. 24, p. 46-54, 2008.

Publicado
2020-08-31
Como Citar
Barreto Feitoza Sá, E., & Attie, J. P. (2020). Argumentações presentes nos conteúdos de matemática no livro didático da educação de jovens e adultos. Horizontes, 38(1), e020044. https://doi.org/10.24933/horizontes.v38i1.980
Seção
Seção Temática: Docência(s) na educação de pessoas jovens, adultas e idosas