Da formação inicial ao ingresso na carreira docente: um diálogo luso-brasileiro

Resumo

Este trabalho analisa as representações que os professores, egressos do curso de formação de professores de uma universidade pública brasileira e uma universidade portuguesa, fazem do seu processo de formação inicial, considerando a sua experiência profissional. As informações foram recolhidas por meio de um questionário disponibilizado on-line. Em ambos os contextos os professores reconhecem as positividades e as limitações dos cursos de formação inicial, enfatizando o papel da prática pedagógica e do estágio supervisionado como facilitador deste processo. Os resultados apontam para a necessidade de pensar o currículo de formação em rede que considere a articulação entre universidade e escola de educação básica, a fim de que a transição de estudante à profissional seja menos impactante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Helena Felício, Universidade Federal de Alfenas

Professora Associada da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG). Professora e pesquisadora no Programa de Pós-Graduação em Educação (UNIFAL-MG) na linha de "Cultura, práticas e processos educacionais", além de lecionar e pesquisar nos cursos de licenciaturas. Desenvolve atividades de ensino, investigação e extensão na área de Desenvolvimento Curricular e Formação de Professores. Desenvolveu no ano letivo 2013-2014 estudos de pós-doutoramento no Instituto de Educação da Universidade do Minho (Portugal). Possui Doutorado (2008) e Mestrado (2004) em Educação: Currículo, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. É graduada em Pedagogia (1999) pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP). É pesquisadora nos grupos "Contextos Educacionais e Produção do Conhecimento", na UNIFAL-MG, "Currículo: Questões Atuais", na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, e no Centro de Investigação em Estudos da Criança, na Universidade do Minho.

Publicado
2021-08-06
Como Citar
Felício, H. (2021). Da formação inicial ao ingresso na carreira docente: um diálogo luso-brasileiro. Horizontes, 39(1), e021045. https://doi.org/10.24933/horizontes.v39i1.1167