Do paradigma do ensino ao paradigma da aprendizagem: um estudo de caso sobre o ensino universitário em tempos de pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v40i1.1219

Resumo

Em 2020, frente ao isolamento social causado pela pandemia de Covid-19, o ensino remoto foi a possibilidade de continuidade da educação. Diante desse fato, foi desenvolvido este artigo, que teve o objetivo de compreender, a partir da teoria dos paradigmas do ensino e da aprendizagem de Masetto (2005), qual o paradigma predominante no ensino remoto em duas turmas de pós-graduação stricto sensu em Educação na UPF. A metodologia mesclou as abordagens qualitativa e quantitativa, por meio da entrega de questionários. Concluiu-se que a maioria dos alunos considerou que desenvolveu conhecimentos úteis para a vida profissional. Como aspectos negativos dessa modalidade, os respondentes dos questionários destacaram o cansaço frente às telas de computador e também a falta de contato com os colegas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Altair Alberto Fávero, Universidade de Passo Fundo

Possui Pós-Doutorado (Bolsista Capes) pela Universidad Autónoma del Estado de México (UAEMéx), Doutorado em Educação (UFRGS), Mestre em Filosofia do Conhecimento (PUC/RS), Especialista em Epistemologia das Ciências Sociais (UPF) e Graduado em Filosofia (UPF). Atua como professor titular III e pesquisador no Curso de Filosofia, no Mestrado e Doutorado em Educação da UPF, onde coordena os projetos de Pesquisa Docência Universitária e políticas educacionais (em andamento desde março de 2012) e Políticas Curriculares para o Ensino Médio (em andamento desde outubro de 2020). Além de diversas publicações em periódicos qualificados pela Mercado de Letras é autor do livro Educar o educador: reflexões sobre formação docente (em coautoria com Carina Tonieto, lançado em 2010) e é organizador das Coletâneas Leituras sobre John Dewey e a educação (em co-organização com Carina Tonieto lançado em 2011), Leituras sobre Hannah Arendt: educação, filosofia e política (em co-organização com Edison Alencar Casagranda, lançado em 2012), Leituras sobre Richard Rorty e a educação (em co-organização com Carina Tonieto, lançado em 2013) e Docência Universitária: pressupostos teóricos e perspectivas didáticas (em co-organização com Carina Tonieto e Leandro Carlos Ody, lançado em 2015). Pela Editora CRV publicou Espaço Europeu de Educação Superior (EEES) para além da Europa (em co-organização com Maria de Lurdes Pinto de Almeida e Afrânio Mendes Catani, publicado em 2015) e Políticas de Educação Superior e Docência Universitária: diálogos Sul-Sul (em co-organização com Gionara Tauchen, lançado em 2016); Epistemologias da Docência Universitária (em co-organização com Altair Alberto Fávero, publicao em 2016); Interdisciplinaridade e formação docente (em co-organização com Carina Tonieto e Evandro Consaltér, publicado em 2018); Leituras sobre Zygmunt Bauman e a educação (em co-organização com Carina Tonieto e Evandro Consaltér, publicado em 2019); Leituras sobre Educação e Neoliberalismo (em co-organização com Carina Tonieto e Evandro Consaltér, publicado em 2020). Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Superior - GEPES/UPF, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Passo Fundo - RS/Brasil e ao Grupo Internacional de Estudos e Pesquisas sobre Educação Superior -  GIEPES, ligado à Unicamp. Membro do Grupo Interinstitucional EMpesquisa e pesquisador do projeto "A reforma Ensino Médio com a Lei 13415/2017: percursos da implementação nas redes estaduais e da rede federal de Ensino Médio". E-mail: altairfavero@gmail.com

Daniê Regina Mikolaiczik, Universidade de Passo Fundo

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Passo Fundo. Especialista em Teorias e Metodologias da Educação (IFRS), Licenciada em Pedagogia (UFFS). Professora nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental na rede municipal de Getúlio Vargas/RS. Tem interesse nas seguintes áreas de pesquisa: formação de professores(as) e mobilidade social. E-mail: 187729@upf.br

Bruna Eduarda Rocha, Universidade de Passo Fundo

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Passo Fundo. Especialista em Ciências da Natureza e suas tecnologias pelo Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia Sul Rio-Grandense-Campus Passo fundo. Professora nos Anos Iniciais Ensino Fundamental na rede municipal de Marau/RS. Professora de Educação Infantil no Colégio Franciscano Cristo Rei - Marau/RS. E-mail: 187728@upf.br

 

Referências

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Censo da Educação Superior 2018. Brasília, 2018. Disponível em: http:// download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2019/censo_da_educacao_superior_2018-notas_estatisticas.pdf. Acesso em: 03 out. 2020.

DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. (orgs). Planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. 2. ed. Porto Alegre: ARTMED, 2006.

FÁVERO, A. A.; TONIETO, C. Educar o educador: reflexões sobre a formação docente. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2010.

FÁVERO, A. A.; TONIETO, C.; ODY, L. C. Docência universitária: pressupostos teóricos e perspectivas didáticas. Campinas. Mercado das Letras, 2015.

FERREIRA, J. L. Formação de professores: teoria e prática pedagógica. Google Books. 2014. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=OdjIBQAAQBAJ&pg=PT32&lpg=PT32&dq=N%C3%A3o+%C3%A9+poss%C3%. Acesso em: 15 out. 2020.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002.

GARCIA, T. F.; GARCIA, T. C. M.; RÊGO, M. C. F. D. Ensino remoto emergencial: estratégias de aprendizagem com metodologias ativas. Natal: SEDIS/UFRN, 2020.

GENTIL, R. M.; OKAWA, C. S. G.; CARVALHO, C. M.; BARISON, D. M. Síndrome da visão do computador. Science in Health, v.2, n. 1, p.64-66., jan-abr. 2011. Disponível em: http://arquivos.cruzeirodosuleducacional.edu.br/principal/new/revista_scienceinhealth/04_jan_abr_2011/science_01_64_6_2011.pdf. Acesso em: 03 dez. 2020.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Bookmam, 2008.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar. Rio de Janeiro: Record, 1997.

GUSSO, H. L. et al. Ensino superior em tempos de pandemia: diretrizes à gestão universitária. Educação & Sociedade, v.41, p.1-26, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302020000100802&tlng=pt. Acesso em: 03 dez. 2020.

LEMOS, A. Cibercultura: alguns pontos para compreender a nossa época. In: LEMOS, A.; CUNHA, P. (orgs). Olhares sobre a cibercultura. Sulina: Porto Alegre, 2003, p.11-23. Disponível em: https://www.facom.ufba.br/ciberpesquisa/andrelemos/cibercultura.pdf. Acesso em: 20 set. 2020.

MACHADO, N. S.; LUPEPSO, M.; JUNGBLUTH, A. Educação híbrida. Curitiba: UFPR 2015. Disponível em http://cipead.ufpr.br/portal1/files/ufpr_hibrida/livro_educacao_hibrida.pdf. Acesso em: 03 out. 2020.

MALHOTRA, N. Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada.6. ed. Porto Alegre: Bookmam, 2012.

MASETTO, M. Docência universitária: repensando a aula. In: TEODORO, A.; VASCONCELOS, M. L. (orgs). Ensinar e aprender no ensino superior: por uma epistemologia da curiosidade na formação universitária. 2. ed. São Paulo: Cortez/Mackenzie, 2005. p.79-108.

MASETTO, M. Novas tecnologias e mediação pedagógica. In: MORAN, J. M.; MASETTO, M.; BEHRENS, M. A. Mediação pedagógica e o uso da tecnologia. 19. ed. Campinas, São Paulo: Papirus, 2000, p. 133-173.

MITRE, S. M.; BATISTA, R. S.; MENDONÇA, J. M. G.; PINTO, N. M. M.; MEIRELLES, C. A. B.; PORTO, C. P.; MOREIRA, T.; HOFFMANN, L. M. A. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciência & Saúde Coletiva, v.13, n.2, p.2133-2144, 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/csc/v13s2/v13s2a18.pdf. Acesso em: 04 nov. 2020.

MORÁN, J. Mudando a educação com metodologias ativas. In: SOUZA, C. A.; MORALES, O. E. T. (orgs.). Convergências midiáticas, educação e cidadania: aproximações jovens, vol. 2, Ponta Grossa: UEPG/PROEX, 2015. p.15-33. (Coleção mídias contemporâneas).

NETA, M. S.; CAPUCHINHO, A. C. Educação híbrida: conceitos, reflexões e possibilidades do ensino personalizado. In: CONGRESSO SOBRE TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO, 2., 2017, Mamanguape/PA. Anais [...]. Mamanguape/PA, 2017, p.148-156. Disponível em: http://ceur-ws.org/Vol-1877/CtrlE2017_AC_13_62.pdf. Acesso em: 03 out. 2020.

Downloads

Publicado

2022-08-04

Como Citar

Fávero, A. A., Mikolaiczik, D. R., & Rocha, B. E. (2022). Do paradigma do ensino ao paradigma da aprendizagem: um estudo de caso sobre o ensino universitário em tempos de pandemia. Horizontes, 40(1), e022019. https://doi.org/10.24933/horizontes.v40i1.1219