Os conflitos nos desdobramentos de uma intervenção em clínica da atividade em contexto escolar

Resumo

Este artigo discute os conflitos desencadeados nos desdobramentos de uma intervenção que ocorreu de 2014 a 2020 no contexto da Educação Infantil. A intervenção se desenvolveu, inicialmente, com quatro Professores de um Centro de Educação Infantil – CEI, que atende crianças de 0 a 3 anos, da região periférica da Cidade de São Paulo, entre 2014 e 2015. Em momentos posteriores, outros profissionais (professores e gestores) demandaram a continuidade da intervenção. Desta forma, em um primeiro momento, apresentou-se a perspectiva teórica e metodológica que orienta o estudo e as análises, e discutiram-se os desdobramentos deste processo de intervenção com foco nos conflitos vividos pelos profissionais no exercício de sua atividade de trabalho. A partir das análises, constatou-se o quanto o trabalho dos professores e dos gestores sofre com conflitos de dimensões distintas: pessoais, impessoais, interpessoais e, particularmente, transpessoais. Conflitos que assinalam os atritos entre o que se quer se fazer e o que se faz; entre o que se pensa que faz e não se faz; entre o que se deve fazer e o que se pode fazer; entre o que o colega faz e o que se necessita fazer. Em síntese, o contexto da Educação Infantil é um fértil campo de investigação da atividade de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Referências

AMIGUES, R. Trabalho do professor e trabalho de ensino. In: MACHADO, A. R. (org.). O ensino como trabalho: uma abordagem discursiva. Trad. Anna Rachel Machado. Londrina: Eduel, 2004. p.35-53.
BAKHTIN, M. (VOLOCHINOV). Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Editora Hucitec, 6. ed., 1992.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BARRICELLI, E. A reconfiguração pelos professores da proposta curricular de educação infantil. 2017, 324f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2007.

BARRICELLI, E. Transformações e conflitos no processo de elaboração de difusão e de utilização de instruções oficiais de educação infantil: um estudo genealógico. 2012. 210f.Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) – Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2012.

BARRICELLI, E.; ANJOS, D. Autoconfrontação: interação pesquisador-professor revelando sentido para o discurso do professor. Revista virtual de estudos da linguagem, v.18, p.66-82, 2020. Disponível em: http://www.revel.inf.br/files/875feec13da1afbd666056701d77670f.pdf. Acesso em: 01 jun. 2021.

BRASIL. Lei de diretrizes e bases da educacional – LDB, Lei 9394/96. Brasília: MEC, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil. Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Base nacional comum curricular (BNCC). Brasília: MEC, 2018.

BUNZEN, C. A fabricação da disciplina escolar português. Rev.Diálogo Educ., Curitiba, v.11, n.34, p.885-911, set./dez. 2011.

CLOT, Y. La fonction psychologique du travail. Paris: Presses Universitaires de France, 1999.

CLOT, Y. L'auto-confrontation croisée en analyse du travail: l'apport de la théorie bakhtinienne du dialogue. In: FILLIETTAZ, L.; BRONCKART, J. P.(dir.). L'analyse des actions et des discours en situation de travail. Louvain-La-Neuve: Peeters, 2005. p.37-54.

CLOT, Y. A função psicológica do trabalho. Petrópolis: Vozes, 2006.

CLOT, Y. A função psicológica do trabalho. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2007.

CLOT, Y. Travail et pouvoir d’agir. Paris: Presses Universitaires de France, 2008.

CLOT, Y. Trabalho e poder de agir. Belo Horizonte: FabreFactum, 2010.

CLOT, Y. Vygotski: a consciência como relação. Psicologia & Sociedade, n.26, n.especial 2, p.124-139, 2014.

CLOT, Y. Clínica da atividade. Horizontes, v.35, n.3, p.18-2, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.24933/horizontes.v35i3.526. Acesso em: 01 jun. 2021.

CLOT, Y. et al. Les entretiens en autoconfrontation croisée: une méthode en clinique de l’activité. Education Permanent, Paris, n.146, p.17-27, 2001.

CLOT, Y.; FAÏTA, D. Gêneros e estilos em análise do trabalho: conceitos e métodos. Trabalho & Educação, V.25, n.2, p.33–60, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9555. Acesso em: 20 jul. 2021.

DIOLINA, K. Quem ensina, aprende a vencer os desafios da profissão: o papel do coletivo. 2016. 238f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo: São Paulo, 2016.

FABRÍCIO, B. F. Linguística aplicada como espaço de desaprendizagem: redescrições em curso. In: FABRÍCIO, B. F.; LOPES, L. P. M. (orgs.). Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006. p.45-65.

GABOS, A. A experiência da gestão no retorno à sala de aula e as implicações ao trabalho docente em suas diferentes dimensões. 2020. 109f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Unicamp, Campinas, 2020.

KOSTULSKI, K. et al. L’horizon incertain de la transformation en clinique de l’activité: une intervention dans le champ de l’éducation surveillée. Activités, v.8, n.1, p.129-145, 2011. Disponível em: http://www.activites.org/v8n1/v8n1.pdf. Acesso em: 01 jun. 2021.

LOUSADA, E. G.; DANTAS-LONGHI, S. M. Vozes em confronto: o papel das entrevistas de confrontação no desenvolvimento do professor e de sua atividade de trabalho. In: NASCIMENTO, E. L.; ROJO, R. H. R. (orgs.). Gêneros de texto/discurso e os desafios da contemporaneidade. Campinas: Pontes, 2014. p.143-166.

OLIVEIRA, R. M. A secretaria municipal de educação de Campinas (2001- 2004): contribuições para o entendimento da Escola Viva. 2005. 520f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas - Unicamp, Campinas, 2005.

VIGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

VIGOTSKI, L. S. Imaginação e criação na infância. São Paulo: Ática, 2009.
Publicado
2021-08-03
Como Citar
Barricelli, E., Diolina, K., & Anjos, D. (2021). Os conflitos nos desdobramentos de uma intervenção em clínica da atividade em contexto escolar. Horizontes, 39(1), e021040. https://doi.org/10.24933/horizontes.v39i1.1286
Seção
Seção Temática: Os desafios do trabalho na contemporaneidade