A universidade no horizonte de estudantes oriundos de escola pública: um estudo qualitativo sobre a permanência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v40i1.1309

Resumo

Este artigo analisa a permanência dos estudantes oriundos de escola pública que compõem o novo perfil universitário brasileiro, resultante da implementação da Lei de Cotas de 2012. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com estudantes universitários e os dados foram analisados a partir das contribuições de Pierre Bourdieu e de pesquisas sobre a permanência universitária. Identificamos que a principal dificuldade na permanência se refere à ausência de conteúdos escolares e de um habitus de estudo. Apesar do respaldo assistencial, ainda não há apoio efetivo dos professores e coordenadores de cursos, o que fortalece a ideologia do dom e a legitimação das desigualdades sociais. Considera-se que a efetivação da permanência universitária necessita, também, de ações de apoio acadêmico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cristina da Silveira Galan Fernandes, Universidade Federal de São Carlos

Doutora em Educação Escolar (Unesp/Araraquara). Docente do Departamento de Educação e do Programa de
Pós-Graduação em Educação, da Universidade Federal de São Carlos.

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa, Portugal: Edições 70, 1977.

BOURDIEU, P. O campo científico. In: ORTIZ, R (org.). Bourdieu: sociologia. São Paulo: Ática, 1983, p.122-155. (Coleção Grandes Cientistas Sociais, vol. 39).

BOURDIEU, Pierre. Razões práticas: sobre a teoria da ação. Campinas: Papirus, 1996.

BOURDIEU, P. A escola conservadora: as desigualdades frente à escola e à cultura. In: NOGUEIRA, M. A.; CATANI, A. (org.). Escritos de educação. Petrópolis: Vozes, 1998, p.39-64.

BOURDIEU, P. A gênese dos conceitos de habitus e de campo. In: BOURDIEU, P. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007, p.59-73.

BOURDIEU, P. La noblesse d’etat: grandes écoles et esprit de corps. Paris: Les Éditions de Minuit, 2016.

BOURDIEU, P. Homo academicus. Florianópolis: Editora da UFSC, 2017.

BOURDIEU, P; PASSERON, J.-C. A reprodução: elementos para uma teoria do ensino. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1975.

BOURDIEU, P; PASSERON, J.-C. Os herdeiros: os estudantes e a cultura. Florianópolis: Editora da UFSC, 2015.

BRANCO, U. V. C.; NAKAMURA, P. H.; ARAÚJO, E. J. M. Fatores que influenciam na permanência de alunos em instituições superiores: estudo-piloto na UFPB. In: SEMINÁRIO NACIONAL DA REDE UNIVERSITAS, 25., 2017. Anais [...]. Faculdade de Educação, UnB, Brasília 2017, p.1-24.

BRASIL. Decreto nº 7. 234, de 19 de julho de 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil – PNAES. 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7234.htm Acesso em: mar. 2017.

BRASIL. Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012. Dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio e dá outras providências. Diário Oficial da União, 30 ago. 2012, Brasília, DF, p.1.

CORDEIRO, M. J. J. A.; CORDEIRO, A. L. A. Estratégias de permanência de estudantes na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). In: SEMINÁRIO NACIONAL DA REDE UNIVERSITAS, 23., 2015, p.831-851. Anais [...];, Instituto de Ciências da Educação, UFPA, Belém. 2015. Disponível em: http://www.obeduc.uerj.br/arquivos/AnaisRedeUniversitas2705.pdf

Acesso em: jul. 2021.

COULON, Alain. A condição de estudante: a entrada na vida universitária. Salvador: EDUFBA, 2008.

CUNHA, M. I. O bom professor para o aluno de hoje. In: CUNHA, M. I. O bom professor e sua prática. 12. ed., Campinas: Papirus, 2001, p.61-74.

FERNANDES, M. C. S. G.; OLIVEIRA, J. F. Políticas de expansão e inclusão na educação superior: ações institucionais, prática docente e evasão de estudantes. Currículo sem Fronteiras, v.19, n.2, p.707-735, maio/ago. 2019.

FONAPRACE. V pesquisa nacional de perfil socioeconômico e cultural dos(as) graduandos(as) das IFES – 2018. Andifes. 27 de maio de 2019. Disponível em: https://www.andifes.org.br/?p=79639. Acesso em: mai. 2022.

GIMENEZ, F. V.; MACIEL, C. E. A categoria permanência na educação superior: o que revelam as pesquisas? In: SEMINÁRIO NACIONAL DA REDE UNIVERSITAS, 18., 2016. Anais [...]. UEM Maringá, 2016, p.985-1000.

HERINGER, R. Políticas de ação afirmativa e os desafios da permanência no ensino superior. In: DIAS, C. E. S. B. et al. (org.). Os serviços de apoio pedagógico aos discentes no ensino superior brasileiro. São Carlos: Pedro & João Editores, 2020, p.61-78.

LIMA, E. G. S.; MALANGE, F. C. V.; BARBOSA, V. A. Programa de assistência estudantil na UNEMAT: política de permanência? Revista Faculdade de Educação, v.29, n.1, p.99-119, jan./jun. 2018. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/ppgedu/article/view/3892 Acesso em: mai. 2022.

MACIEL, C. E.; LIMA, E. G. S.; GIMENEZ, F. V. Políticas e permanência para estudantes na educação superior. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v.32, n.3, p.759-781, set./dez. 2016. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/article/view/68574 Acesso em: abr. 2017.

MATTOS, H. C. X. S. Permanência universitária: quando o pedagógico se une ao econômico. 2020. 143f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2020.

NUNES, R. S. R. A permanência dos estudantes que ingressaram por ação afirmativa: a assistência estudantil em foco. 2016. 189f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Instituto de Educação, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2016.

NUNES, R. S. R.; VELOSO, T. C. M. A. Elementos que interferem na permanência do estudante na Educação Superior pública. In: SEMINÁRIO NACIONAL DA REDE UNIVERSITAS, 18., 2015. Anais [...]. Instituto de Ciências da Educação, UFPA, Belém. 2015, p.815-830. Disponível em: http://www.obeduc.uerj.br/arquivos/AnaisRedeUniversitas2705.pdf Acesso em out. 2015. Acesso em: jul. 2021.

NUNES, R. S. R.; VELOSO, T. C. M. A. Desafios da permanência para estudantes com vulnerabilidades socioeconômicas no contexto da educação superior pública. In: SEMINÁRIO NACIONAL DA REDE UNIVERSITAS, 25., 2017. Anais [...]. Faculdade de Educação, UnB Brasília. 2017, p.21-44. Disponível em: https://drive.google.com/drive/folders/0Bw_ptI_xxOGFR2Z1azlkX1EyLVU Acesso em: jul. 2021.

OLIVEIRA, M. A. A atividade discente na universidade: os impactos da produtividade acadêmica na formação dos estudantes. 2014. 152f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2014.

ORTIZ, R. A procura de uma sociologia da prática. In: ORTIZ, R (org.). Pierre Bourdieu: sociologia. São Paulo: Ática, 1983, p.7-36.

PIOTTO, D. C. A escola e o sucesso escolar: algumas reflexões à luz de Pierre Bourdieu. Revista Vertentes, n.33, p.48-60, jan./jun. 2009. Disponível em: https://ufsj.edu.br/portal2-repositorio/File/vertentes/debora_piotto.pdf Acesso em 03 nov. 2017.

RISTOFF, D. Democratização do campus: impactos dos programas de inclusão sobre o perfil da graduação. Cadernos do GEA, n.9, p.1-62, 2016. Disponível em: http://flacso.org.br/files/2017/03/Caderno_GEA_N9_Democratiza%C3%A7%C3%A3o-do-campus.pdf Acesso em set. 2018.

SANTOS, E. H. M. As configurações da assistência estudantil no Brasil: o cenário do PNAES. 2020. 170f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social e Políticas Sociais) -- Instituto Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, 2020.

SANTOS, E. H. M. et al. A assistência estudantil e a Covid-19: o contexto das universidades federais paulistas. Serviço Social em Perspectiva, v.5, n.2, p.106-134, jul./dez. 2021.

SILVA, H. C. X.; FERNANDES, M. C. S. G. Permanência universitária: para além da assistência econômica. In: EDUCERE – FORMAÇÃO DE PROFESSORES: CONTEXTOS, SENTIDOS E PRÁTICAS, 13., 2017. Anais [...]. Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUC, Curitiba, 2017, p.6093-6109.

SILVA, M. G. M.; VELOSO, T. C. M. A. Acesso nas políticas da educação superior: dimensões e indicadores em questão. Avaliação, Campinas; Sorocaba, v.18, n.3, p.727-747, nov.2013.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS. Conselho de Assuntos Comunitários e Estudantis. Resolução nº 3, de 02 de abril de 2012. Dispõe sobre o Programa de Assistência Estudantil da UFSCar. 2012 [Online]. Disponível em: http://www.proace.ufscar.br/arquivos/normas/resolucao-coace-ufscar-no-03-programa-deassistencia-estudantil.pdf Acesso em: jan.2019.

VALLE, I. R. O lugar da educação (escolar) na sociologia de Pierre Bourdieu. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v.13, n.38, p.411-437, jan./abr. 2013.

Downloads

Publicado

2022-05-31

Como Citar

Mattos, H. C. X. da S., & Fernandes, M. C. da S. G. (2022). A universidade no horizonte de estudantes oriundos de escola pública: um estudo qualitativo sobre a permanência. Horizontes, 40(1), e022010. https://doi.org/10.24933/horizontes.v40i1.1309