Escola na liquidez dos tempos: dilemas e desafios

Autores

  • Bruna Monize Rosalem Rodrigues Universidade Estadual de Campinas
  • Elisabeth Barolli Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v32i2.177

Palavras-chave:

cotidiano escolar, práticas educacionais, tempos líquidos, utopia

Resumo

Resumo
A pesquisa de caráter qualitativo acompanhou o cotidiano de uma escola pública por dois anos. À medida que o trabalho de campo e a narrativa construída concomitantes à investigação se desenrolavam, diversos acontecimentos nos levaram a perguntar: que parâmetros estavam balizando a dinâmica dessa escola? A partir do conceito de pós-modernidade como tempos líquidos e as metáforas do jardineiro, guarda-caça e caçador, a nosso ver a escola era atravessada por um dilema intrínseco ao seu projeto de construir uma escola democrática: comportar ao mesmo tempo perspectivas de natureza incompatíveis. Ou seja, sustentar uma utopia em tempos líquidos. E mais, com uma estratégia que, em essência, reproduzia características desses mesmos tempos.
Palavras-chave: cotidiano escolar; práticas educacionais; tempos líquidos; utopia.

Liquidity in the school of the times: challenges and dilemmas
Abstract
The qualitative study followed the daily life of a public school for two years. As the field work and research constructed narrative unfolded, several events have led us to ask: what parameters were underlain the dynamics of this school? From the concept of postmodernity as liquid times, and the metaphor of the gardener, gamekeeper and huntsman, in our opinion the school was crossed by a dilemma intrinsic to his project of building a democratic school: include the same time prospects of nature incompatibles. That is, holding an utopian in liquid times. And further, with a strategy that essentially reproduced characteristics of those times.
Keywords: daily school; educational practices; liquid times; utopian.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Monize Rosalem Rodrigues, Universidade Estadual de Campinas

Pedagoga formada pela Universidade Estadual de Campinas (2007), Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2012).

Elisabeth Barolli, Universidade Estadual de Campinas

Possui Bacharelado (1978) e Licenciatura em Física pela Universidade de São Paulo (1979), Mestrado em Ensino de Ciências (Modalidade Física e Química) pela Universidade de São Paulo (1989) e Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (1998). Atualmente é Professor Assistente-Doutor da Universidade Estadual de Campinas.

Downloads

Publicado

2014-12-30

Como Citar

Rodrigues, B. M. R., & Barolli, E. (2014). Escola na liquidez dos tempos: dilemas e desafios. Horizontes, 32(2). https://doi.org/10.24933/horizontes.v32i2.177