Das Políticas de Inclusão à produção de diagnósticos

Autores

  • Alexandrina Monteiro Universidade São Francisco

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v32i2.181

Palavras-chave:

inclusão, meritocracia, governamentalidade, sociedade contemporânea

Resumo

Resumo O tema da inclusão tem sido, cada vez mais, alvo de grandes debates e tensões, em especial no interior das escolas. Desse modo, são muitas as perspectivas com que se pode discutir esse tema. Nessa diversidade de possibilidades, optei neste texto por eleger algumas discussões presentes na trama discursiva que emerge na sobreposição dos temas da inclusão, da medicalização e meritocracia. A trama aqui proposta para análise é parte de uma pesquisa1 em andamento. Assim, neste texto tenho por objetivo discutir como se entrelaçam alguns dos fios dessa trama e temos por hipótese que algumas das tensões provocadas no jogo de forças dessas tramas são produtoras de novas práticas, dentre elas a que denomino tecnologia do diagnóstico escolar, a qual pode exercer diversas funções no interior da complexa rede de forças que se tecem no espaço escolar. Palavras-Chave: inclusão; meritocracia; governamentalidade; sociedade contemporânea.

From the Politics of Inclusion to diagnostic production
Abstract
Inclusion has being increase as a subject in debates and tensions, especially within schools. That is why there are many perspectives to discuss about this thematic. In this diversity of possibilities, I chose in this article to elect some discussions within the discourse emerges in the overlap of the inclusion’s theme, the medicalization and the meritocracy. The plot for the analysis proposed here is part of an ongoing research. Thus, in this text, my aim is to discuss the connection between some aspects in this relation as regards the interrelacion of the politics of inclusion and the process of evaluate (external and internal), and also the hypothesis that some of the tensions caused by the “power game” of these plots are producing new practices among them, the one I call the school for technology.
Keywords: Inclusion, meritocracy, governamentality, contemporary society

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandrina Monteiro, Universidade São Francisco

Professora da Universidade São Francisco, atualmente faz pós-doutorado em filosofia da Educação na Unicamp sob supervisão do Prof. Silvio Gallo. É integrante do grupo de Pesquisa em Educação, Linguagem e Práticas Culturais. (PHALA/UNICAMP/CNPq). Atua na área de Educação, com ênfase em Estudos Curriculares, Linguagem e Práticas Sociais. Atua principalmente nos seguintes temas: Currículo como campo discursivo, Linguagem e Subjetivações, Educação de Jovens e Adultos.

Downloads

Publicado

2014-12-30

Como Citar

Monteiro, A. (2014). Das Políticas de Inclusão à produção de diagnósticos. Horizontes, 32(2). https://doi.org/10.24933/horizontes.v32i2.181