Novas tecnologias e seus efeitos no processo de ensino-aprendizagem da EJA

Juliana Santana Cavallari, Virgínia Neves Salles

Resumo


Pautado em uma perspectiva discursiva, este estudo busca compreender como o sujeito-aluno, com mais de 30 anos, matriculado em uma escola estadual no interior do Mato Grosso, bem como seus professores significam as novas tecnologias utilizadas na Educação de Jovens e Adultos. O corpus de pesquisa resultou de entrevistas semiestruturadas, realizadas com alunos de séries variadas e com dois professores desses alunos. A análise empreendida sugere que os professores, preocupados em abraçar o “novo”, ou seja, uma metodologia de “ponta”, repleta de recursos audiovisuais e tecnológicos, deixam de lado o que deveria estar no centro do processo de ensino-aprendizagem: o aluno e seus anseios.


Palavras-chave


Educação de Jovens e Adultos (EJA); Novas Tecnologias; Perspectiva Discursiva

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v34i3.324

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Horizontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia