Mapas curriculares: prisão, escola e sentidos do conhecimento.

Autores

  • Cátia Alvisi

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v34i3.352

Palavras-chave:

Educação Prisional, currículo

Resumo

Procura-se neste texto discutir o currículo de uma escola situada dentro de uma instituição prisional. Nesse sentido, a pesquisa de doutorado (2011-2015) buscou apoio na etnografia como forma de aproximar-se do cotidiano escolar cartografando suas práticas e atribuindo sentidos aos modos de se “fazer currículo”. Através do diário de bordo e das entrevistas realizadas com os alunos presos, foi possível construir um mapa desse currículo encarcerado bem como identificar sentidos atribuídos ao conhecimento nesse ambiente. A imersão ao campo por oito meses, a participação nas aulas e nas atividades do universo prisional, possibilitaram a compreensão do currículo sob a ótica dos presos e suas demandas sobre o que se deve ou não ser ensinado na escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-22

Como Citar

Alvisi, C. (2016). Mapas curriculares: prisão, escola e sentidos do conhecimento. Horizontes, 34(3), 93–103. https://doi.org/10.24933/horizontes.v34i3.352