Problematização da proposta “Escola sem Partido” na perspectiva do letramento ideológico

Autores

  • Jonas Pereira Lima
  • Wagner Rodrigues Silva Universidade Federal do Tocantins - UFT
  • Francisco Gilson Rebouças Porto Junior

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v35i3.378

Resumo

Analisamos alguns impactos que a Escola sem Partido pode ocasionar ao trabalho pedagógico orientado pelo letramento ideológico. Analisamos documentos escritos publicados, artigos jornalísticos e entrevistas que versam sobre o propósito e atuação do movimento. A investigação toma como objeto de análise a proposta impositiva de que o professor deve ser neutro mediante discussões que envolvem política, ideologia e agremiação partidária, tendo como foco analítico o efeito dessa implicação ao letramento ideológico. A movimento investigado desautoriza a prática do letramento ideológico mediada pelo professor na escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wagner Rodrigues Silva, Universidade Federal do Tocantins - UFT

ossui Licenciatura Plena em Letras (Língua Portuguesa e Inglesa) pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, mestrado, doutorado em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, e pós-doutorado em Linguística Aplicada pela The Hong Kong Polytechnic University - PolyU. Durante o curso de graduação, foi bolsista de Iniciação Científica (CNPq/PIBIC) por três anos. Atualmente é professor Associado da Universidade Federal do Tocantins - UFT, docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Letras: Ensino de Língua e Literatura (Mestrado e Doutorado Acadêmico e Mestrado Profissional em Letras - ProfLetras). Na graduação, leciona disciplinas na área de linguagem na Licenciatura em Pedagogia, no Campus Universitário de Palmas. Foi Bolsista de Produtividade 2F (CNPq) entre os anos 2009 e 2012. Tem experiência na área de Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de gramática, gêneros textuais, letramento, alfabetização, material didático,currículo, práticas de escrita, práticas de leitura e estágio supervisionado nas licenciaturas. Coordenou o Programa de Pós-Graduação em Letras: Ensino de Língua e Literatura (Mestrado e Doutorado) durante quatro anos. É Segundo Secretário da Diretoria da Associação de Linguística Aplicada do Brasil - ALAB (Biênio 2016-2017) e coordenador do acordo de cooperação entre Universidade Federal do Tocantins (UFT) e Aswan University (Egito), envolvendo especialmente atividades acadêmicas em torno do ensino de Português como Língua Adicional.

Downloads

Publicado

2017-12-29

Como Citar

Lima, J. P., Silva, W. R., & Porto Junior, F. G. R. (2017). Problematização da proposta “Escola sem Partido” na perspectiva do letramento ideológico. Horizontes, 35(3), 146–161. https://doi.org/10.24933/horizontes.v35i3.378