Problematização da proposta “Escola sem Partido” na perspectiva do letramento ideológico

Jonas Pereira Lima, Wagner Rodrigues Silva, Francisco Gilson Rebouças Porto Junior

Resumo


Analisamos alguns impactos que a Escola sem Partido pode ocasionar ao trabalho pedagógico orientado pelo letramento ideológico. Analisamos documentos escritos publicados, artigos jornalísticos e entrevistas que versam sobre o propósito e atuação do movimento. A investigação toma como objeto de análise a proposta impositiva de que o professor deve ser neutro mediante discussões que envolvem política, ideologia e agremiação partidária, tendo como foco analítico o efeito dessa implicação ao letramento ideológico. A movimento investigado desautoriza a prática do letramento ideológico mediada pelo professor na escola.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v35i3.378

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Horizontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia