Por mais Paulo Freire e menos Escola sem Partido

Autores

  • Márden De Pádua Ribeiro PUCMG FACISABH

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v36i1.495

Resumo

O artigo é uma reflexão teórica fruto de análise bibliográfica da obra de Paulo Freire e enfatiza o conceito de diálogo, compreendido como elemento central de uma pedagogia dialógica freireana. Através do desenvolvimento deste conceito ao longo da obra freireana, o artigo defende que a teoria de Paulo Freire jamais pode ser associada a um viés de doutrinação e manipulação. O trabalho se contrapõe aos argumentos dos apoiadores do Movimento “Escola sem Partido” que enxergam em Paulo Freire o responsável pela suposta doutrinação recorrente nas escolas brasileiras. Para tal, o trabalho recorre aos argumentos de apoiadores do Movimento, bem como manifestações em redes sociais que se pautam pela crítica voraz ao pensamento freireano, visando refutar tais argumentações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márden De Pádua Ribeiro, PUCMG FACISABH

Doutorando em Educação - PUCMG

Professor do curso de Pedagogia - FACISABH

Downloads

Publicado

2018-04-30

Como Citar

Ribeiro, M. D. P. (2018). Por mais Paulo Freire e menos Escola sem Partido. Horizontes, 36(1), 222–236. https://doi.org/10.24933/horizontes.v36i1.495