Educação infantil e patrimônio cultural: diálogo entre educadores do Rio de Janeiro e de São Tomé e Príncipe

Cristina Carvalho, Thamiris Lopes, Priscila Resinentti, Maria Emilia Tagliari Santos, Rosana Alexandre

Resumo


Quais relações podem ser estabelecidas quando as crianças observam e conhecem as práticas culturais do meio no qual estão inseridas? Buscando refletir sobre questões acerca da formação cultural nas práticas educativas da educação infantil, o artigo discute a construção de outros modos de olhar e valorizar o patrimônio cultural. A partir de um encontro de educadores das ilhas de São Tomé e Príncipe (África) com integrantes de um grupo de pesquisa em Educação, é proposta a elucidação dos conceitos de educação, infância e patrimônio cultural com base na análise de inventários culturais participativos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v35i3.500

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Horizontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia