A formação da cultura de resistência e a experiência de luta na produção de saberes

Marilia Silva, Edson Caetano

Resumo


Na busca por compreender como ocorre a produção ampliada da vida do povo Chiquitano que vive no estado do Mato Grosso, identificamos a formação de uma Cultura de Resistência resultante das experiências de conflitos travados pelo direito de ser e existir nos diversos contextos históricos que perpassam pela ancestralidade até a atual luta pelo território e pela garantia plena dos direitos humanos. O objetivo central deste trabalho é analisar a partir da discussão teórico-metodológica, servida pelas lentes do materialismo histórico-dialético, o processo educativo presente nas manifestações cotidianas da produção material e imaterial destas mulheres e homens a fim de refletir sobre os saberes da experiência e a educação que se faz no chão da resistência.


Texto completo:

PDF

Referências


CEVASO, Maria Elisa. Dez Lições de Estudos Culturais. 1. ed. São Paulo: Boitempo, 2003.

COSTA, José Eduardo Fernandes Moreira da. A Coroa do Mundo: religião, território e territorialidade Chiquitano. Cuiabá: EdUFMT, 2006.

GINZBURG, Carlo. O queijo e os vermes. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

GRANDO, Beleni Salete; QUEIROZ, Letícia Antonia. A educação do corpo em Vila-Nova Barbecho: o Curussé Chiquitano na criança. Revista Educação Pública. Cuiabá, v. 22, n. 49/2, p. 453-470, maio/ago. 2013

IHUONLINE. Chiquitanos e a busca pelo território. Entrevista especial com Aloir Pacini. Revista IHU (on line), março 2012. Disponível em: < http://www.ihu.unisinos.br/entrevistas/chiquitanos-e-a-busca-pelo-territorio-entrevista-especial-com-aloir-pacini/507557-chiquitanos-e-a-busca-pelo-territorio-entrevista-especial-com-aloir-pacini>. Acessado em 20/10/2013.

MARX, Karl. Contribuição à crítica da Economia Política. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

____________. O Capital. Crítica da economia política. Livro I. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1980.

____________. O Capital. Crítica da economia política. Livro III. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1974.

MARX, Karl; ENGELS, Frederic. A Ideologia Alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.

NEVES, Camila Emanuella Pereira. A produção associada em Capão Verde: entre bananas, saberes e utopías. Cuiabá: EdUFMT, 2013.

PACINI, Aloir. Identidade étnica e território Chiquitano na fronteira (Brasil-Bolívia). Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Instituto de Filosofia e Ciências Sociais. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. UFRGS, Porto Alegre, 2012.

SANTANA, Áurea Cavalcante; DUNCK-CINTRA, Ema Marta. Estudos da língua Chiquitano do Brasil: trajetória e perspectivas. Revista Polifonia. Cuiabá, nº17, p. 91-109, 2009.

SILVA, Joana Aparecida Fernandes. Pertencimento e Identidade, Territorialidade e Fronteira entre os Chiquitanos no Brasil e na Bolívia. Revista Espaço Ameríndio. Porto Alegre, v. 6, n. 1, p. 119-137, jan./jun. 2012.

SOIHET, Rachel. O drama da conquista na festa: reflexões sobre a resistência indígena e a circularidade cultural. Estudos Históricos. Rio de Janeiro, v.5, p. 44-59, 1992.

SOUZA, Angela Fagna Gomes de; BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Ser e viver enquanto comunidades tradicionais. Mercator (Fortaleza. Online), v. 11, p. 109-120, 2012.

TIRIBA, Lia. FISCHER, Maria Clara Bueno. Produção Associada e autogestão. In: Dicionário da Educação do Campo. Organizadores: Roseli Salete Caldart, Isabel Brasil Pereira, Paulo Alentejano e Gaudêncio Frigotto. Rio de Janeiro, São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Expressão Popular, 2012.

THOMPSON, Edward Palmer. A Formação da Classe Operária Inglesa: A Árvore da Liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

____________. A peculiaridade dos ingleses e outros artigos/ E.P. Thompson. Organizadores: Antonio Luigi Negro e Sergio Silva. Campinas: Unicamp, 2001.




DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v33i1.52

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Horizontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia