Um olhar para o discurso da Base Nacional Comum Curricular em funcionamento na área de ciências da natureza

Cristhiane Carneiro Cunha Flôr, Guilherme Trópia

Resumo


Com a publicação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em 2017, nos perguntamos: que leituras possíveis podemos fazer desse documento em relação aos textos que lhe dão fundamento? Neste trabalho apropriamos das noções de intertextualidade, discurso autoritário e endereçamento discursivo para analisar o funcionamento discursivo de quatro extratos da BNCC: Apresentação, Introdução, A Etapa do Ensino Fundamental e A Área de Ciências da Natureza. Os resultados apontam para um discurso que silencia diferentes interlocutores do campo educativo e que ao mesmo tempo não dá subsídios para o leitor compreender as perspectivas educativas do ensino de ciências que circulam no documento.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v36i1.609

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Horizontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia