Educação e leitura popular na sociedade barroca brasileira: contribuições da arte franciscana

Luiz Fernando Conde Sangenis

Resumo


Tratamos da atividade leitora, na sociedade colonial brasileira, sob uma perspectiva ampliada do texto produzido ao alcance das camadas populares. Simples e iletrados encontraram nas leituras ouvidas e nas leituras de imagens uma maneira peculiar de adquirir o saber que compartilhavam com intelectuais e potentados. A arte barroca, particularmente as contribuições artísticas sob a inspiração franciscana, e as suas formas visuais e auriculares de tratar o discurso, sem a representação estritamente escrita, são a matéria com a qual nos propusemos a trabalhar para encontrar o âmago da atividade popular leitora. Esta habilidade leitora do povo é o resultado de processos mais complexos e abrangentes da educação dos sentidos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v37i0.663

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Horizontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia