Concepções e práticas de oralidade na escola básica na perspectiva dos docentes

Tânia Guedes Magalhães, Ana Paula de Oliveira Lacerda

Resumo


Esta pesquisa analisou as concepções de ensino de oralidade docentes, participantes de curso de formação. Como metodologia, utilizamos o questionário aberto para analisar as concepções e as práticas pedagógicas realizadas em sala de aula, bem como as dificuldades enfrentadas. Os resultados revelam que há avanços, em relação a outras pesquisas, nas concepções e práticas pedagógicas, visto que aparecem nas respostas a) a relevância do ensino de oralidade para a formação cidadã; b) a necessidade de proposição de situações de interação; c) gêneros orais na prática de ensino. Todavia, tais dados revelam também que há esforços a empreender no tocante a) à compreensão da oralidade como uso e reflexão linguística; b) às dificuldades materiais; e c) à falta de formação docente.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v37i0.664

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Horizontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia