Concepções e práticas de oralidade na escola básica na perspectiva dos docentes

Autores

  • Tânia Guedes Magalhães Universidade Federal de Juiz de Fora (MG) https://orcid.org/0000-0003-2298-260X
  • Ana Paula de Oliveira Lacerda Universidade Federal de Juiz de Fora

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v37i0.664

Resumo

Esta pesquisa analisou as concepções de ensino de oralidade docentes, participantes de curso de formação. Como metodologia, utilizamos o questionário aberto para analisar as concepções e as práticas pedagógicas realizadas em sala de aula, bem como as dificuldades enfrentadas. Os resultados revelam que há avanços, em relação a outras pesquisas, nas concepções e práticas pedagógicas, visto que aparecem nas respostas a) a relevância do ensino de oralidade para a formação cidadã; b) a necessidade de proposição de situações de interação; c) gêneros orais na prática de ensino. Todavia, tais dados revelam também que há esforços a empreender no tocante a) à compreensão da oralidade como uso e reflexão linguística; b) às dificuldades materiais; e c) à falta de formação docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tânia Guedes Magalhães, Universidade Federal de Juiz de Fora (MG)

Graduada em Letras pela UFJF, Mestre em Linguística pela UFJF, Doutora em Letras - Estudos Linguísticos pela UFF. 

Professora do Departamento de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação, na linha Linguagens, culturas e saberes

Ana Paula de Oliveira Lacerda, Universidade Federal de Juiz de Fora

Graduada em Letras pela UFJF

Downloads

Publicado

2019-03-15

Como Citar

Magalhães, T. G., & Lacerda, A. P. de O. (2019). Concepções e práticas de oralidade na escola básica na perspectiva dos docentes. Horizontes, 37, e019004. https://doi.org/10.24933/horizontes.v37i0.664