“VOLTEI pra escola. E agora?” Breves reflexões em torno da mambembe-metamórfica-inacabada trajetória da Educação de Jovens e Adultos no Brasil – possibilidades de uma outra educação

Noelia Rodrigues Pereira Rego

Resumo


O presente artigo trata da temática da Educação de Jovens e Adultos no Brasil e sua trajetória que aqui denominamos mambembe-metamórfica-inacabada. Tem como corpo uma pesquisa etnográfica concluída, cujo campo é uma escola pública enraizada aos pés de uma das favelas mais tradicionais da zona norte da cidade do Rio de Janeiro. Apreende-se nesta investigação, que se dá por meio de entrevistas semi-estruturadas, grupos focais e observação participante com os sujeitos que compõem aquele espaço, além de suas demandas e anseios advindos de seus percursos individuais e coletivos, questões relacionadas à cidadania, ao currículo e à prática docente. Por fim, traz como saídas possíveis ainda a decolonialidade e sua pedagogia decolonial aliada à Educação Popular como aportes possíveis de uma outra educação e ainda como movimento de resistência e REexistência no bojo de uma sociedade marcadamente excludente e desigual, em que nas esteiras encontram-se alunos-trabalhadores com cor, classe e CEP marcadamente definidos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v37i0.665

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Horizontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia