Meios auxiliares e caminhos alternativos: o aluno com autismo e a prática pedagógica

Emilene Coco dos Santos, Ivone Martins de Oliveira

Resumo


Este trabalho analisou as possibilidades do uso de meios auxiliares e caminhos alternativos na intervenção pedagógica realizada em uma turma do primeiro ano do ensino fundamental que tinha, entre seus alunos, um menino com autismo. Utilizou, como suporte teórico, a perspectiva histórico-cultural. Constatou que as ações diferenciadas da prática pedagógica se orientaram em duas direções: aspectos organizativos da escola, que procuravam garantir os apoios necessários ao professor regente e ao aluno; ações voltadas especificamente para os processos de ensino e de aprendizagem. Concluiu que investir em ações diversificadas, em colaboração intensiva com a criança e significativas para ela, é um caminho importante para tracionar seu desenvolvimento cultural.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v36i3.692

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Horizontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia