Deficiência múltipla, sistemas de apoio e processos de escolarização

Autores

  • Maira Gomes de Souza da Rocha ObEE/UFRRJ
  • Márcia Denise Pletsch UFRRJ

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v36i3.700

Resumo

Este artigo problematiza as condições de escolarização de alunos com deficiência múltipla severa. A pesquisa qualitativa foi realizada em escolas de dois municípios da Baixada Fluminense/RJ, por meio de entrevistas com professores de turmas comuns de ensino, classes especiais, do Atendimento Educacional Especializado (AEE), e gestores da área de educação especial. Os resultados analisados à luz da perspectiva histórico-cultural mostraram a fragilidade das práticas educativas e do sistema de apoios especializados para atender às especificidades de aprendizagem destes sujeitos. Igualmente, mostraram falta de conhecimento dos profissionais da educação sobre as implicações da deficiência múltipla para a sua escolarização. Por último, o artigo discute possibilidades para que tais sujeitos participem das práticas educativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maira Gomes de Souza da Rocha, ObEE/UFRRJ

Mestre e Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEduc) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Orientadora Educacional e Professora do Atendimento Educacional Especializando (AEE) da Rede Municipal de Educação de Duque de Caxias.

Márcia Denise Pletsch, UFRRJ

Professora Associada do Departamento Educação e Sociedade e do Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEduc) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Jovem Cientista do Estado do Rio de Janeiro da FAPERJ e pesquisadora do CNPq.

Downloads

Publicado

2018-12-07

Como Citar

Rocha, M. G. de S. da, & Pletsch, M. D. (2018). Deficiência múltipla, sistemas de apoio e processos de escolarização. Horizontes, 36(3), 99–110. https://doi.org/10.24933/horizontes.v36i3.700