Indagações e contradições sobre a ocupação do lugar de aluno com deficiência intelectual no cotidiano de uma escola de ensino fundamental pública de periferia

Flavia Faissal de Souza

Resumo


Inseridos no cotidiano de uma escola pública de ensino fundamental no decorrer de um ano letivo e apoiados pelos pressupostos teórico-metodológicos da perspectiva histórico-cultural, trazemos para análise os lugares ocupados por um aluno com deficiência intelectual. A análise dos lugares ocupados por esse aluno nos dá visibilidade analítica das contradições e paradoxos das políticas de educação inclusiva, ao apontar tanto para o movimento do aluno que se indaga sobre lugar histórico marcado pelos impedimentos das pessoas com deficiência, como pelo movimento de ocupar o seu papel de aluno, enquanto sujeito de direito, inserido nos processos de ensino e aprendizagem.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v36i3.703

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Horizontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia