O dispositivo de Numeramentalidade: uma ferramenta conceitual, metodológica e analítica de inspiração foucaultiana

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v37i0.773

Resumo

O presente artigo apresenta o que denominamos do Dispositivo de Numeramentalidade, mostrando sua potencialidade como ferramenta conceitual, metodológica e analítica para o campo das Ciências Humanas e da Educação. A fundamentação teórica principal são os estudos do filósofo francês Michel Foucault. Partimos de uma revisão sobre o conceito de dispositivo para mostrar como a Numeramentalidade pode ser entendida como: 1) um dispositivo histórico; 2) uma grade analítica e 3) um programa de pesquisa. Abordamos também o que chamamos de “efeito amarra”, focalizando os processos de subjetivação engendrados pelo referido dispositivo. Por fim, salientamos a potencialidade do conceito para a análise de práticas envolvendo números, quantificações, medidas e classificações, entre outras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Sperrhake, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Licenciada em Pedagogia, mestre e doutora em Educação pela UFRGS. Professora adjunta do Departamento de Ensino e Currículo na área de Formação Pedagógica e Linguagem da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Samuel Edmundo Lopez Bello, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Licenciado em Matemática. Doutor em Educação Matemática pela UNICAMP. Professor Associado IV da Faculdade de Educação e dos Programas de Pós-Graduação em Educação (PPGEDU) e em Ensino de Ciências: Química da Vida e Saúde (PPGQVS) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Downloads

Publicado

2019-06-20

Como Citar

Sperrhake, R., & Bello, S. E. L. (2019). O dispositivo de Numeramentalidade: uma ferramenta conceitual, metodológica e analítica de inspiração foucaultiana. Horizontes, 37, e019025. https://doi.org/10.24933/horizontes.v37i0.773

Edição

Seção

Seção Temática: Leituras e leitores de Foucault: diálogos com a Educação