Teorias Críticas Latino-Americanas: leitores e leituras decoloniais de Foucault

Clayton Roberto Messias, Carlos Roberto da Silveira

Resumo


Neste artigo analisa-se, na perspectiva das Teorias Críticas Latino-Americanas (TCLA’s), ideias de Michel Foucault acerca do saber colonial desde suas primeiras formulações. Para tanto, são utilizadas considerações de Aníbal Quijano, Catherine Walsh, Enrique Dussel, Santiago Castro-Gómez, Ramón Grosfoguel, Walter Mignolo, entre outros, assim como, citações do curso Em defesa da sociedade (1975-1976) de Foucault, para aprofundamentos da temática Decolonialidade do Saber. Este artigo recebeu contribuições do Grupo de Pesquisa Sobre Educação e Teorias Críticas Latino-Americanas (GPETCLA) e do Grupo de Pesquisa Estudos Foucaultianos e Educação (GPEFE) do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Educação da Universidade São Francisco (USF).


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v37i0.784

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Horizontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia