(Des)valorização do curso de Pedagogia?

Autores

  • Margarete Bertolo Boccia Universidade Nove de Julho (UNINOVE)
  • Mônica de Ávila Todaro Universidade Nove de Julho (UNINOVE)

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v31i2.8

Resumo

O presente texto visa divulgar parte dos resultados de pesquisa docente realizada a partir do projeto “O curso de Pedagogia e os processos formativos”. Versa sobre as críticas que o curso de Pedagogia vem recebendo de alguns estudiosos da área, de modo a questioná-las e analisá-las. Apresenta um recorte histórico demonstrando que, em vários momentos, o curso de pedagogia é desprestigiado e pouco valorizado e que ainda busca sua identidade. A pesquisa documental realizada deteve-se em identificar como os estudos sobre o curso e sobre a formação de professores tratam o assunto, identificando o Estado da Arte da formação inicial de professores no Brasil em bases digitais de teses e dissertações. Constatou-se que este não é o tema mais estudado e abordado, caracterizando-se um problema a ser investigado mais profundamente de modo a ampliar a discussão acerca do curso de Pedagogia.
Palavras-chave: Pedagogia; Formação inicial de professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Margarete Bertolo Boccia, Universidade Nove de Julho (UNINOVE)

Doutoranda e Mestre em Educação. PPGE -UNINOVE – SP

Mônica de Ávila Todaro, Universidade Nove de Julho (UNINOVE)

Doutora em Educação – UNICAMP – SP. Docente da UNINOVE – SP

Downloads

Publicado

2013-12-30

Como Citar

Boccia, M. B., & Todaro, M. de Ávila. (2013). (Des)valorização do curso de Pedagogia?. Horizontes, 31(2). https://doi.org/10.24933/horizontes.v31i2.8