Valorizando a manifestação político-religiosa e cultural da Associação Terno do Congo Nossa Senhora do Rosário em Areado-MG

Resumo

Este texto é resultado de uma pesquisa de Iniciação Científica que integrou o projeto UBUNTU/NUPEAAs – Núcleo de Estudos Africanos, Afro-brasileiros e da Diáspora – da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE-MG), realizada no ensino médio em uma escola estadual, localizada no município de Areado, no Sul de Minas Gerais. Buscou-se investigar como a história e cultura da população negra na região são valorizadas por meio do trabalho realizado pela Associação Terno do Congo Nossa Senhora do Rosário. A perspectiva da abordagem da história oral norteou a realização metodológica do estudo. Os resultados alcançados revelam à importância de se trabalhar a valorização da cultura afro-brasileira com os(as) estudantes inseridos nesse nível de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Natalino Neves da Silva, Universidade Federal de Alfenas
Licenciado em Pedagogia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutor e mestre em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É professor Adjunto do Instituto de Ciências Humanas e Letras (ICHL), Departamento Ciências Humanas (DCH), da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG). Atua nos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação (PPGE/UNIFAL-MG) e Pós-Graduação Stricto Sensu Profissional em Educação e Docência, PROMESTRE (FaE/UFMG). Pesquisa na área de Educação, com ênfase em Sociologia da Educação.
Ana Márcia da Silva Costa, Escola Estadual Areado-MG
Licenciada em História.

Referências

ALBURQUERQUE, Wlamyra R.. Uma História da Cultura Afro-Brasileira. São Paulo: Moderna, 2009.

BERSANI, Humberto. Aportes teóricos e reflexões sobre o racismo estrutural no Brasil. Extraprensa, São Paulo, v. 11, n. 2, p. 175 – 196, jan./jun. 2018. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/extraprensa/article/view/148025>. Acesso em: 13 set. 2018.

BRASIL. Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, 23 dez. 1996. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2015.

______. Lei nº. 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira", e dá outras providências. Diário Oficial da União, 1º jan. 2003. Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm>. Acesso em: 13 jun. 2016.

______. Lei nº. 11.645, de 10 de março de 2008. Altera a Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, modificada pela Lei no 10.639, de 09 de janeiro de 2003, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 25 março. 2008. Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-%202010/2008/lei/l11645.htm>. Acesso em: 25 mai. 2015.

______. Ministério da Educação Conselho Nacional de Educação. Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais e para o ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana. Brasília: Ministério da Educação, 2004. Disponível em:. Acesso em: 20 nov. 2015.

BRASILEIRO, Jeremias. Congadas de Minas Gerais. Brasília: Ed. Fundação Cultural Palmares, 2001.

BRETTAS, A. P; FROTA, M. G. C. O registro do Congado como instrumento de preservação do patrimônio mineiro: novas possibilidades. Revista Eletrônica do Programa de Pós-graduação em Museologia e Patrimônio, Rio de Janeiro, v. 1, n. 5, p.29-47, jun. 2012. Disponível em:<http://revistamuseologiaepatrimonio.mast.br/index.php/ppgpmus/article/viewFile/138/176>. Acesso em: 25 jun. 2018.

CARREIRA, Denise; SOUZA, Ana Lúcia Silva. Indicadores da qualidade na educação: relações raciais na escola. São Paulo: Ação Educativa, 2013.

CUNHA, Andréia M. et al. Articulação entre iniciação científica e promoção da igualdade racial no ensino médio: uma estratégia para políticas públicas educacionais. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 10, p. 230-242, jan. 2018. Disponível em:<http://www.abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/538> Acesso em: 15 set. 2018.

DAYRELL, Juarez. O jovem como sujeito social. In: SPÓSITO, M; CARRANO, P.; FÁVERO, O; NOVAES, R. (Orgs.). Juventude e Contemporaneidade. Brasília: UNESCO/MEC/ANPEd, 2007. p 155-178. Disponível em: <https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000154569>. Acesso em: 15 mai. 2018.

DEMO, Pedro. Pesquisa: princípio científico e educativo. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

FREITAS, S. M. de. História Oral: possibilidades e procedimentos. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial, 2006.

GOMES, Flávio S. Mocambos e Quilombos. São Paulo: Claro Enigma, 2015.

GOMES, Núbia Pereira de Magalhães; PEREIRA, Edimilson de Almeida. Negras raízes Mineiras - Os Arturos. Belo Horizonte: Mazza, 2000.

KAIMEN, Maria J.; CARELLI, Ana E.; CHIARA, Ivone; CRUZ, Vilma. Recursos informacionais para compartilhamento da informação: Redesenhando acesso, disponibilidade e uso. Rio de Janeiro: Ed. E-papers, 2007. Disponível em: <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/informacao/article/view/1831>. Acesso em: 10 ago. 2018.

LEAL, A. F.; LEAL, E. A. Políticas públicas, culturas populares e patrimônio cultural imaterial: Meios e Alternativas. O Espaço Geográfico em Análise, Curitiba, n. 26, p.247-269, 20 ago. 2012. Disponível em: <https://revistas.ufpr.br/raega/article/view/30161>. Acesso em: 27 jan. 2018.

MARTINS, Leda M. Afrografias da memória: o reinado do Rosário do Jatobá. Belo Horizonte: Mazza, 1997.

MATOS, Regiane. História e Cultura Afro-Brasileira. São Paulo: Contexto, 2007.

PERES, Eraldo. Festa Brasileira, Folias, Romarias e Congadas. São Paulo: Senac, 2010.

SCHWARCZ, Lilian. M.; Nem preto nem branco muito pelo contrário. São Paulo: Claro Enigma, 2013.

SILVA, Carolina C. Festa ou Devoção? Heranças Imateriais da Congada em Diferentes Regiões do Brasil. 2012. 65 f. Monografia (Especialização) - Curso de História, Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2012. Disponível em: . Acesso em: 7 ago. 2018.

SILVA, Natalino Neves da. Qual é o valor do ensino médio? Experiência social e escolar de jovens negros(as) e brancos(as). Curitiba: Appris, 2019.

SOUZA, Maria J. Reinado e Poder no Sul das Minas Gerais. Belo Horizonte: Mazza, 2015.

SPÓSITO, Marília Pontes. Educação e juventude. Educação em Revista, Belo Horizonte, n.29, p. 7-13, jun. 1999. Disponível em: <http://educacaoemrevistaufmg.com.br/edio-anterior/educacao-em-revista-no-29-ano-1999/>. Acesso em: 20 mai. 2018.

VIEGAS, Maria Ivanice. O enigma do rosário: os mistérios da (r)existência nas correntezas da urbanização. 2014. 485 f. Tese (Doutorado em Geografia) – Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2014. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/IGCC-9QJSHR>. Acesso em: 15 jun. 2018.

Publicado
2021-04-24
Como Citar
Silva, N. N. da, & Costa, A. M. da S. (2021). Valorizando a manifestação político-religiosa e cultural da Associação Terno do Congo Nossa Senhora do Rosário em Areado-MG. Horizontes, 39(1), e021012. https://doi.org/10.24933/horizontes.v39i1.893