Crianças diagnosticadas com TEA na escola pública: novos desafios, velhas dicotomias

Resumo

Com base em pesquisas etnográficas em escolas públicas, repartições educacionais e equipamentos de saúde, este artigo aborda crianças diagnosticadas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) em escolas públicas da cidade de São Paulo e Grande São Paulo. Questiona o modo como os direitos educacionais são reivindicados. Mostra com exemplos que garantir a presença da criança com TEA tem resultado numa busca por educação escolar que, contraditoriamente, prescinde dela. Reaparece a dicotomia entre educar e cuidar que outrora marcou o universo da educação infantil. É possível reconhecer que a identidade real de cada criança é substituída por uma identidade virtual, a dos laudos que têm sido buscados com intensidade. Categorias de Pierre Bourdieu, Richard Sennett e Erving Goffman foram usadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Cezar de Freitas, Universidade Federal de São Paulo

Professor Associado do Departamento de Educação da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo.

Coordenador do EDUCINEP: Educação Inclusiva na Escola Pública e da Plataforma de Saberes Inclusivos.

Raelen Brandino Gonçalves, Secretaria Municipal de Educação da Cidade de São Paulo

Mestre em Educação pela Universidade Federal de São Paulo, doutoranda na mesma Instituição.

Pesquisadora do projeto EDUCINEP: Educação Inclusiva na Escola Pública.

Referências

ALMEIDA, M. A.; MENDES, E. G.; HAYASHI, M. C. P. I. (Org.). Temas em Educação Especial: múltiplos olhares. Araraquara: Junqueira &Marin; Brasília: CAPES-PROESP, 2008.

ALVES, Marcia Doralina. Alunos com autismo na escola: um estudo de práticas de escolarização. 2014. 143f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2014.

BARRETO, Monica Isabela de Cerqueira. Emergências no processo de interação da criança com transtorno do espectro autista: um estudo de caso em Salvador/Bahia. 2016. 105f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2016.

BOURDIEU, P. A miséria do mundo. Petrópolis, Editora Vozes, 2005.

BRASIL, Declaração de Salamanca e linha de ação sobre pessoas com necessidades especiais. Brasília, DF, Corde, 1994.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação, Câmara de Educação Básica. Apresenta Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica, Parecer Nº 17/2001. Brasília, DF, 2001.

BRASIL, LEI Nº 13.146, DE 6 DE JULHO DE 2015. Dispõe sobre a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, Câmara dos Deputados, DF, 2015.

BRASIL. Lei N° 12.764, de 27 de dezembro de 2012. Institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista; e altera o § 3o do art. 98 da Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990. 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Institui Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Brasília, DF, 2001.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Programa educação inclusiva: direito à diversidade. Brasília, DF: 2003.

BRASÌL. Lei Nº 4095 do Distrito Federal de 01/02/2008. Assegura atendimento psicopedagógico aos estudantes com dislexia. Câmara dos Deputados, DF, 2008.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Edital n. 1, de 26 de abril de 2007. Programa de implantação de salas de recursos multifuncionais. Brasília, DF, 2007.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília, DF, 2008b.

BRASIL. Decreto n. 6.949, de 25 de agosto de 2009. Promulga a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo Facultativo, assinados em Nova York, em 30 de março de 2007, 2009.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução CNE/CEB n.º 4, de 2 de outubro de 2009. Institui Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Especializado na Educação Básica, modalidade Educação Especial. Diário Oficial da União, 5 de outubro de 2009, 2009b

CANGUILLEM, G. O normal e o patológico. Rio de Janeiro, Zahar Editora, 2000,

CERTEAU, M. A invenção do cotidiano. Petrópolis, Editora Vozes, 2000.

FERREIRA, L.; LOWENKRON, L. Etnografia de documentos: pesquisas antropológicas entre papéis, carimbos e burocracias. Rio de Janeiro, Editora E-papers, 2020.

FREITAS, M.C. De diagnósticos e prognósticos: crianças com experiências de escolarização em processos de isolamento, internação e hospitalização. Brasília, CNPq, Relatório de Pesquisa, 2017.

FREITAS, M.C; BICCAS, M.S. História social da educação no Brasil. São Paulo, Cortez Editora, 2009.

FREITAS, M.C.; GARCIA, E.C. De diagnósticos e prognósticos: laudos na configuração de muitas experiências de escolarização. Cadernos de Pesquisa, Fundação Carlos Chagas, v. 49, p. 316-340, 2019.

FREITAS, M.C.; PRADO, R.L.C. O professor e as vulnerabilidades infantis. São Paulo, Cortez Editora, 2017.

FREITAS, M.C.; SANTOS, C.F. A Escolarização de crianças crônica ou gravemente enfermas. EDUCINEP: Educação Inclusiva na Escola Pública, Universidade Federal de São Paulo, Roteiro de Pesquisa, 2019.

GOFFMAN, E. Estigma. Rio de Janeiro, Editora LTC, 2010.

GOFFMAN, E. Interação face a face. Petrópolis: Editora Vozes, 2012.

GOFFMAN, E. Reader Goffman. Chicago, University of Chicago Press, 2011.

GOMES, C. G.S.; MENDES, Enicéia Gonçalves. Escolarização inclusiva de alunos com autismo na rede municipal de ensino de Belo Horizonte. Revista Brasileira de Educação Especial, v.16, n.3, p.375 – 396, dez. 2010.

LAHIRE, B. Sucesso escolar nos meios populares: razões do improvável. São Paulo, Editora Ática 2000.

LIMA, S.M.; LAPLANE, A.L.F. Escolarização de Alunos com Autismo. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 22, n. 2, p. 269-284, Abr.-Jun, 2016

LÓPEZ, M. La falacia de la conjunción y la contextualización en el autismo. Estudios pedagógicos (Valdivia), v.37, n. 1, p.279 – 291, 2011.

LUZ, K.C. Veiculação da produção científica sobre o autismo no Brasil: embates e tensões. In: BUENO, J.G.S et al (orgs). A produção do conhecimento no campo da educação especial. Araraquara: Junqueira e Marin Editora, 2018.

MARTINEZ, A.M.; REY, F.G. Psicologia, educação e aprendizagem escolar. São Paulo, Cortez Editora, 2017.

MELO, S.C.. Inclusão em educação: um estudo sobre as percepções de professores da rede estadual de ensino fundamental do Rio de Janeiro, sobre práticas pedagógicas de inclusão, a partir de um caso de autismo. 2010. 220f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010.

NEVES, A. J.; ANTONELLI, C.S.; SILVA, M. G. C.; CAPELINI, V.L.M.F. Escolarização formal e dimensões curriculares para alunos com autismo: o estado da arte da produção acadêmica brasileira. Educação em Revista, v.30, n.2, p.43 – 70, jun. 2014.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU). Declaração dos direitos das pessoas deficientes, 2006 Disponível em: http://portalmec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/dec_def.pdf. Acesso em: 24/01/2019.

PIMENTA, P.R. Clínica e escolarização dos alunos com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 44, n. 1, e84859, p.1-22., 2019.

RAHME, M.M.F. Laço Social e Educação: Um estudo sobre os efeitos do encontro com o outro no contexto escolar. 1. ed. Belo Horizonte - MG: Fino Traço Editora, 2014.

RAHME, M.M.F.; FERREIRA, C.M.R.J.; NEVES, L.R. Sobre educação, política e singularidade. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 44, n. 1, e90185, p 1-13, 2019.

SÃO PAULO (ESTADO) Lei 12.524/07. Dispõe sobre a criação do programa estadual para identificação e tratamento da dislexia na rede oficial de ensino. Assembleia Legislativa, SP, 2007.

SENNETT, R. Together. New Haven, Yale Univesity Press, 2013.

Publicado
2021-04-24
Como Citar
Freitas, M. C. de, & Gonçalves, R. B. (2021). Crianças diagnosticadas com TEA na escola pública: novos desafios, velhas dicotomias. Horizontes, 39(1), e021018. https://doi.org/10.24933/horizontes.v39i1.1107