O papel do discurso nos processos de constituição identitária do surdo: um olhar da análise crítica do discurso

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v40i1.1211

Resumo

Este trabalho, de abordagem qualitativa, cuja metodologia utilizada é a revisão bibliográfica, analisa, a partir das funções identitária, relacional e ideacional (FAIRCLOUGH, 2008), o papel do discurso nos processos de constituição identitária do surdo, com base em autores como Strobel (2008), Perlin (2010), Skliar (2010), entre outros, que narram eventos históricos e discursivos que contribuíram para a construção da identidade surda desde a Antiguidade até a Pós-modernidade. Os resultados apontam que, historicamente, dois discursos se confrontaram, um referendado pelo ouvinte, que naturalizou uma representação identitária estigmatizada e estereotipada do surdo, e outro construído a partir do próprio surdo, que resultou na ressignificação da sua identidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daisy Mara Moreira de Oliveira, Universidade Federal de Sergipe

Professora assistente da Universidade Federal de Sergipe 

Referências

BRASIL. Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm. Acesso em: 1 jan. 2021.

BRASIL. Decreto-Lei nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436 de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Decreto/D5626.htm. Acesso em: 10 jan. 2021.

COSTA, J. P.B. A educação do surdo ontem e hoje: posição sujeito e identidade. Campinas: Mercado de Letras, 2010.

DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. Introdução: a disciplina e a prática da pesquisa qualitativa. In: DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. (org.). O planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006, p.15-41.

FAIRCLOUGH, N. Discurso e mudança social. 2. ed. Trad. Izabel Magalhães. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2008.

FALCÃO, L. A. B. Surdez, cognição visual e libras: estabelecendo novos diálogos. Recife: Editora do Autor, 2010.

HONORA, M.; FRIZANCO, M. L. E. (org.). Livro ilustrado de língua brasileira de sinais: desvendando a comunicação usada pelas pessoas com surdez. São Paulo: Ciranda Cultural, 2009.

KAUCHAKJE, S. Comunidade surda: as demandas identitárias no campo dos direitos, da inclusão e da participação social. In: SILVA, I. R.; KAUCHAKJE, S.; GESUELI, Z. M. (org.). Cidadania, surdez e linguagem: desafios e realidades. São Paulo: Plexus, 2003, p.57-76.

LOPES, M. C. Relações de poderes no espaço multicultural da escola para surdos. In: SKLIAR, C. (org.). A surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 2010, p.103-120.

PERLIN, T. T. G. Identidades surdas. In: SKLIAR, C. (org.). A surdez: um olhar sobre as diferenças. 4. ed. Porto Alegre: Mediação, 2010, p.51-73.

QUADROS, R. M. Ideias para ensinar português para surdos. Brasília: MEC; São Paulo: SEESP, 2006.

SÁ, N. R. L. Cultura, poder e educação de surdos. São Paulo: Paulinas, 2006.

SILVA, T. T. Contrabando, incidentes de fronteira: ensaios de estudos culturais em educação. Porto Alegre, 1998.

SKLIAR, C. Um olhar sobre o nosso olhar acerca da surdez e das diferenças. In: SKLIAR, C. (org.). A surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 2010, p.5-32.

SKLIAR, C (org). Atualidades da educação bilíngue para surdos: interfaces entre pedagogia e linguística. Porto Alegre: Mediação, 2015.

SOUZA, R. M.; GÓES, M. C. R. O ensino para surdos na escola inclusiva: considerações sobre o excludente contexto da inclusão. In: SKLIAR, C. (org.). Atualidades da educação bilíngüe para surdos: processos e projetos pedagógicos. Porto Alegre: Mediação, 1999, p.163-188.

STROBEL, K. L. As imagens do outro sobre a cultura surda. Florianópolis: Editora UFSC, 2008.

TESKE, O. A relação dialógica como pressuposto na aceitação das diferenças: o processo de formação das comunidades surdas. In: SKLIAR, C. (Org.). A surdez: um olhar sobre as diferenças. 4 ed. Porto Alegre: Mediação, 2010, p.137-154.

ZÁGARI, M. R. L. O uso do presente na fonética/fonologia do português para explicar o passado. In: BARRETTO, M. M. G. S.; SALGADO, A. C. P. (org.). Sociolinguística no Brasil: uma contribuição dos estudos sobre línguas em/de contato: homenagem ao professor Jurgen Heye. Rio de Janeiro: 7Letras, 2009, p.75-117.

Downloads

Publicado

2022-08-04

Como Citar

Oliveira, D. M. de, & Oliveira, D. M. M. de. (2022). O papel do discurso nos processos de constituição identitária do surdo: um olhar da análise crítica do discurso. Horizontes, 40(1), e022018. https://doi.org/10.24933/horizontes.v40i1.1211