Olhar a arte por uma tela

os efeitos da pandemia do vírus Sars-CoV-2 nas práticas artísticas do Sesc Lajeado, RS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v42i1.1374

Resumo

O artigo deriva de uma investigação conduzida junto com o Grupo de Pesquisa Currículo, Espaço, Movimento (CEM/CNPq), da Universidade do Vale do Taquari e tem como objetivo compreender as práticas educativas e artísticas realizadas pelo Serviço Social do Comércio da cidade de Lajeado, RS, durante a pandemia de Covid-19. Tomando-se a noção de arquivo de Michel Foucault como procedimento, buscou-se arquivar as atividades realizadas pelo Serviço Social do Comércio ao longo de 17 meses e realizar entrevistas e conversas com uma agente cultural da instituição, a fim de compreender os modos de atuação e reinvenção da instituição em meio à pandemia. Os resultados dão visibilidade para o que foi produzido e apontam que novos arranjos podem ser reinventados.

Palavras-chave: Arquivo. Sesc. Pandemia.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Zanini Fiorin, Universidade do Vale do Taquari - Univates

Graduanda em Psicologia na Universidade do Vale do Taquari - Univates. Bolsista de Iniciação Cientifica BIC-FAPERGS do Grupo de Pesquisa Currículo, Espaço, Movimento (CEM/CNPq/UNIVATES), com vinculação ao Grupo de Pesquisa Juventudes, Imagem e Educação (JImE/CNPq/Univates).

Angelica Vier Munhoz, Universidade do Vale do Taquari - Univates

Possui graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica (PUCRS); Mestrado  e Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com estágio doutoral (Capes) na Université Paris VIII (Vincennes Saint Denis), Departements de Arts, Philosophie et Esthétique, Pós-doutorado na USP. Atualmente é professora Titular da Universidade do Vale do Taquari - Univates atuando nos cursos de graduação em Pedagogia e Psicologia e no Programa de Pós-graduação - Mestrado e Doutorado em Ensino e Mestrado Profissional em Ensino de Ciências Exatas. 

Referências

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. Tradução de Laura Fraga de Almeida Sampaio. São Paulo: Loyola, 2001.

FOUCAULT, M. A arqueologia do saber. Tradução de Luiz Felipe Baeta Neves. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

LOPONTE, L. G. Arte contemporânea, inquietudes e formação estética para a docência. Educação e filosofia, Uberlândia, v. 28, n. 56, p. 643-658, 2014.

MACÊDO, S. Um olhar para a subjetividade e a saúde mental do trabalhador durante e após a pandemia da Covid-19. Trabalho (En)Cena, Palmas, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.20873/2526-1487e021005 Acesso em: 9 jun. de 2021.

SANTOS, B. de S. O futuro começa agora: da pandemia à utopia. São Paulo: Boitempo, 2021.

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO. O Sesc. Institucional. Página inicial. 2021. Disponível em: https://www.sesc.com.br/institucional/o-sesc/ Acesso em: 1 jun. 2021.

Downloads

Publicado

02-04-2024

Como Citar

Zanini Fiorin, B., & Munhoz, A. V. (2024). Olhar a arte por uma tela : os efeitos da pandemia do vírus Sars-CoV-2 nas práticas artísticas do Sesc Lajeado, RS. Horizontes, 42(1), e023062. https://doi.org/10.24933/horizontes.v42i1.1374