A clínica da atividade no Brasil: por uma outra psicologia do trabalho

Cristiane Lisbôa da Conceição, Roberta Pereira Furtado da Rosa, Claudia Osorio da Silva

Resumo


Este artigo tem como proposta explorar um campo de coerência para a psicologia do trabalho no Brasil por meio de algumas pesquisas em clínica da atividade. Dentre as heranças que o compõem, destacam-se o campo da saúde do trabalhador e a análise institucional. Também outras referências como Oddone, Wisner e Canguilhem fazem parte desse campo, marcado por uma multirreferencialidade em que a pesquisa-intervenção se constitui na construção de métodos de análise a partir da situação de trabalho. Afirmamos uma psicologia do trabalho que valoriza a controvérsia como fonte de desenvolvimento de recursos de ofício.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v35i3.514

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Horizontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia