Deficiência intelectual e linguagem escrita: discutindo a mediação pedagógica

Katia de Moura Graça Paixão, Anna Augusta Sampaio de Oliveira

Resumo


O ensino da linguagem escrita em estudantes com deficiência intelectual é um tema que ainda carece de estudos acerca do papel do outro nesse processo, especialmente do professor.  O objetivo do estudo foi investigar e analisar a mediação pedagógica a partir de uma pesquisa de intervenção envolvendo a linguagem escrita, direcionada a escolares com deficiência intelectual, a fim de discutir o papel do professor frente a este processo. Para responder esse objetivo, realizamos um estudo de caso envolvendo dois estudantes com deficiência intelectual matriculados nas séries iniciais do ensino fundamental e dois pesquisadores em contexto de intervenção. A análise das relações dialógicas estabelecidas entre os estudantes e pesquisadores em consonância aos resultados do desempenho dos estudantes nas áreas de linguagem, escrita, memória e leitura demonstraram contribuir para o planejamento pedagógico direcionado a esse público.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.24933/horizontes.v36i3.710

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Horizontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Universidade São Francisco
CNSP-ASF | Casa de Nossa Senhora da Paz - Ação Social Franciscana

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia