A educação é uma ciência? Reflexões acerca de seu estatuto epistemológico e metodológico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24933/horizontes.v40i1.851

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janaína Bueno Bady, Universidade La Salle - Canoas - RS

Janaína Bueno Bady atua como professora na Rede Pública de Ensino desde 2002.

 Trabalhou com crianças nos anos iniciais do ensino fundamental, teve experiência com adolescentes e adultos ministrando aulas de Filosofia para alunos do ensino médio, também atuando como Psicopedagoga Clínica e Institucional.

  Desde 2009, trabalha na EJA, com jovens e adultos em situação de vulnerabilidade social, como professora referência nas Totalidades Iniciais do ensino fundamental, no SAIA (Serviço de Acolhimento Integração e Acompanhamento) e no Laboratório de Aprendizagem na E.M.E.F Porto Alegre.

  Cursou Magistério, graduou-se em Filosofia - Licenciatura e Bacharelado e fez pós-graduação na área de Linguística e em Psicopedagogia Clínica e Institucional na Universidade La Salle. Atualmente é acadêmica do curso de Mestrado em Educação na mesma Universidade.

Adriano do Carmo Flores de Lima, Uniritter - Canoas - RS

Acadêmico da graduação em Licenciatura em Letras do Centro Universitário Ritter dos Reis - Uniritter. Cursou Letras/ Tradução na Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Também cursou Letras com ênfase em inglês na Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos. É escritor, crítico literário, tradutor e poeta, tendo livros impressos  publicados  e textos de autoria própria e traduções publicados em revistas digitais nacionais e internacionais.

Denise Regina Quaresma da Silva, Universidade La Salle - Canoas - RSFeevale - Novo Hamburgo - RS

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2 - CA ED - Educação. Pós-Doutora em Estudos de Gênero pela UCES (2011), Doutora (2007) e Mestre (2003) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Psicóloga. É professora e pesquisadora da Universidade FEEVALE no Curso de Psicologia e no Programa de Pós-Graduação em Diversidade Cultural e Inclusão Social, orientando mestrado e doutorado, é também é professora na Universidade LA SALLE, onde atua no Curso de Psicologia e no Programa de Pós-Graduação de Educação, orientando teses e dissertações. Como pesquisadora é vinculada ao Grupo de Pesquisa Psicologia, Subjetividade Contemporânea e Saúde Mental da FEEVALE e ao Grupo Práticas de Pesquisa e indicadores de qualidade na educação, do UNILASALLE. Atua nas áreas dos Estudos de Gênero, Psicanálise, Psicologia e Educação, nos temas Educação sexual, Saúde sexual e reprodutiva, Gravidez na adolescência, Formação de professores, Politicas Publicas e Direitos Humanos. Tem publicado regularmente seus artigos em revistas científicas qualificadas nacional e internacionalmente, bem como livros e capítulos de livros.

Referências

BOURDIEU, P. Os usos sociais da ciência: por uma sociologia clínica do campo científico. Trad. Denice B. Catani. São Paulo: Unesp, 2004, p.17-69.

CHARLOT, B. A. A pesquisa educacional entre conhecimentos, políticas e práticas: especificidades e desafios de uma área do saber. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v.11, n.31, p.7-18, jan./abr. 2006.

CHIZZOTTI, A. As ciências humanas e as ciências da educação. Revista e-Curriculum, São Paulo, v.14, n.4, p.1556-1575, out./dez. 2016.

FEYERABEND, P. Contra o método. Trad. Cezar A. Mortari. 2. ed. São Paulo: Editora UNESP, 2011.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GATTI, B. A. A construção metodológica da pesquisa em educação: desafios. RBPAE, v.28, n.1, p.13-34, jan./abr. 2002.

GATTI, B. A. Formação de professores, pesquisa e problemas metodológicos. Contraponto, Itajaí, v.3, n.3, p.381-392, set./dez. 2003.

KEMMIS, S. La teoría de la práctica educativa. In: CARR, W. (org.). Una teoría para la educación: hacia una investigación educativa crítica. Madrid: Morata, 1996, p.103-173.

KUHN, T. S. A estrutura das revoluções científicas. Trad. Nelson Boeira e Beatriz Vianna Boeira. 9. ed. São Paulo: Perspectiva, 2006.

NAJMANOVICH, D. O feitiço do método. In: GARCIA, R. L. (org.). Método; métodos; contramétodo. São Paulo: Cortez, 2003, p.25-62.

SANTOS, B. S. Um discurso sobre as ciências. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

TEIXEIRA, A. Ciência e arte de educar. Educação e Ciências Sociais. v.2, n.5, p.5-22, ago. 1957. Disponível em: http://www.bvanisioteixeira.ufba.br/artigos/ciencia.html. Acesso em: 13 ago. 2019.

Downloads

Publicado

2022-08-04

Como Citar

Bady, J. B., Lima, A. do C. F. de, & Silva, D. R. Q. da. (2022). A educação é uma ciência? Reflexões acerca de seu estatuto epistemológico e metodológico. Horizontes, 40(1), e022015. https://doi.org/10.24933/horizontes.v40i1.851